18.1 C
Vila Nova de Famalicão
Sábado, 23 Outubro 2021
Partilhar
  • 2
  • 2
  • 2
  • 1
  •  
  •  
  •  
    7
    Shares

Conheça os vários tipos de gastrite e como evitar a doença

A gastrite é uma inflamação no estômago que pode ter diferentes origens. É importante conhecer os tipos de gastrite e as causas mais comuns, inclusive para evitar confudir com outros problemas de saúde com sintomas semelhantes.

2 min de leitura
- Publicidade -
Francisco Oliveira Freitas
Licenciado em Podologia pela CESPU e pós-graduado em Posturologia Clínica pelo Instituto de Terapias Globais de Bilbao. É responsável clínico e proprietário do Centro de Podologia de Famalicão.

Famalicão

Injex cresce na pandemia. França e Alemanha são mercados prioritários

A empresa fundada pelo famalicense José Duarte Pinheiro de Lacerda acelera o processo de internacionalização na França e na Alemanha.

Democracia, liberdade e jornalismo

Notícias são sobre factos. Opiniões, favoráveis ou desfavoráveis, não mudam a realidade dos factos.

Presidente da Câmara de Famalicão recebe cidadãos às quartas-feiras mediante marcação prévia

Mário Passos mantém presidência aberta com atendimento aos munícipes.

Desacatos no Parque da Devesa levam a participação na Polícia

Tumulto na sessão de esclarecimento promovida pela Associação Famalicão em Transição.
Partilhar
  • 2
  • 2
  • 2
  • 1
  •  
  •  
  •  
    7
    Shares

A gastrite é uma inflamação no estômago. Pode ser aguda ou crónica. De entre as agudas, para que não as confunda com outros problemas semelhantes, fique a conhecer as situações mais frequentes.

A gastrite aguda manifesta-se a seguir a uma refeição ou por infeção bacteriana. Atinge o aparelho digestivo, já que a mucosa segrega uma maior quantidade de muco. A dor no epigastro é significativa e frequentemente é seguida de vómitos.

Podem também ocorrer cólicas intestinais e diarreia – gastrenterite. Quando a origem é vírica, podem surgir dores de cabeça e febre.

Na gastrite aguda erosiva formam-se feridas na mucosa gástrica. Pode ser provocada pela ingestão excessiva de bebidas alcoólicas, associação de doenças graves, grandes cirurgias, traumatismos externos, e pela ingestão abusiva de anti-inflamatórios não esteróides.

A gastrite crónica pode ter uma origem imunológica ou resultar da evolução para a cronicidade duma gastrite aguda provocada pela bactéria Helicobacter Pylori, ou pelo refluxo gastro-esofágico, entre outras.

Curiosamente, muitas pessoas que sofrem de gastrite crónica podem não apresentar qualquer sintoma, numa fase inicial.

O diagnóstico das gastrites faz-se recorrendo à endoscopia alta, um método que permite verificar o estado da mucosa.

Muitas pessoas vão ao médico devido a sensações de peso no estômago após as refeições. Estas queixas são específicas das gastrites e o melhor é começar a corrigir alguns hábitos alimentares.

Os fatores desencadeantes das dores de estômago pouco específicas estão associados a hábitos alimentares. É o que acontece quando se come depressa ou se mastiga mal os alimentos, ou quando os alimentos estão mal cozinhados.

O mesmo acontece com refeições volumosas, excesso de hidratos de carbono, de condimentos ou devido ao abuso de bebidas alcoólicas. O uso contínuo de medicamentos agressivos é outro dos fatores desencadeantes.

Por isso, há que evitar estes fatores desencadeantes e, se persistirem algum destes sintomas, o melhor mesmo será falar com o seu médico ou gastrentologista.

Comentários

Francisco Oliveira Freitas
Licenciado em Podologia pela CESPU e pós-graduado em Posturologia Clínica pelo Instituto de Terapias Globais de Bilbao. É responsável clínico e proprietário do Centro de Podologia de Famalicão.