19 C
Vila Nova de Famalicão
Segunda-feira, 21 Junho 2021
Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Laurisa Farias
Jornalista brasileira a viver em Coimbra, Laurisa gosta de ouvir e contar estórias. Escreve no dia 6 de cada mês.

Uma visita ao Jardim Botânico da Universidade de Coimbra (ou: envergo, mas não quebro)

São 13,5 hectares de área que permitem viajar pelo mundo sem sair de Coimbra.

4 min de leitura
- Publicidade -
Laurisa Farias
Jornalista brasileira a viver em Coimbra, Laurisa gosta de ouvir e contar estórias. Escreve no dia 6 de cada mês.

Famalicão

Candidato Mário Passos manipula os milhões de Bruxelas e ilude os famalicenses

A Câmara de Famalicão captou apenas 7,9% dos 354 milhões que Bruxelas aprovou para o território do concelho nos últimos 8 anos. Mas o candidato Mário Passos (PSD-CDS) manipula os números e ilude os famalicenses dizendo que todos os milhões são devidos à ação da autarquia. O NOTÍCIAS DE FAMALICÃO apurou a verdade e revela a lista oficial dos projetos municipais aprovados em Bruxelas.

Mais enfermeiros no centro de vacinação de Famalicão

24 enfermeiros reforçam equipa no centro de vacinação até ao final de julho.

Paulo Costa é o candidato do Bloco de Esquerda à Câmara Municipal

Deputado municipal concorre à presidência da Câmara. Catarina Ferraz encabeça a lista à Assembleia Municipal.

Agostinho Fernandes quer Eduardo Oliveira a “virar a página de Famalicão”

“Servir as pessoas é a verdadeira essência da política. Estou aqui para servir os famalicenses”, enfatizou Eduardo Oliveira na apresentação do mandatário e de todos os candidatos a vereadores.
Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Um dos passeios mais agradáveis que o visitante pode fazer em Coimbra é percorrer parte dos 13 hectares doados por frades beneditinos para que o Marquês de Pombal instalasse, em 1772, o Jardim Botânico, com o objetivo de complementar estudos e pesquisas sobre História Natural e da Medicina dos alunos e professores da Universidade de Coimbra. Eu diria até que é uma visita obrigatória especialmente porque a entrada é gratuita.

A Estufa Tropical é uma estrutura imponente e bela, que começou a ser construída em 1855, que pode ser avistada logo que se entra pelo portão principal. Fotografia DR

Logo que se entra, pelo portão principal nos Arcos, à direita temos a imponente Estufa Tropical, que começou a ser construída em 1855 para abrigar o cultivo de plantas de climas os mais diversos. Em 2013, foi dado início ao trabalho de requalificação do Jardim Botânico em seguimento à Universidade de Coimbra ter sido declarada Patrimônio Mundial da Unesco. Cinco anos depois, em 2018, a estufa reabriu as portas. E em grande estilo.

Encontramos, logo à entrada, diversas espécies de orquídea. Depois ficamos maravilhados com o maior nenúfar do mundo, a Victoria cruziana, originária do Rio Amazonas. As folhas podem atingir até 2 metros de diâmetro e suportar cerca de 30 kg na sua superfície. Suas flores são perfumadas e exuberantes, mas duram apenas 48 horas, sendo brancas no primeiro dia e rosa-púrpura no segundo e último dia.

O maior nenúfar do mundo, a Victoria cruziana, originária do Rio Amazonas. Fotografia DR

A ligação do Jardim Botânico com os estudantes da UC é tão profunda que tem até uma espécie que os lembra é chegada a hora de dedicar-se aos estudos porque os exames estão a se aproximar. É a Árvore do Ponto, nome carinhoso dado ao Tulipeiro da Virgínia, originária dos Estados Unidos, cujo nome científico é Liriodendron Tulipifera, e pode chegar a 30 metros.  Com flores amareladas e exuberantes, a árvore floresce entre finais de abril e começo de maio, época que precede os exames, que eram conhecidos como ponto, no início do século 20.