13.1 C
Vila Nova de Famalicão
Quarta-feira, 14 Abril 2021
Partilhar
  • 34
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    34
    Shares

Injex produz em Famalicão primeiros óculos de proteção de marca portuguesa

Looksafety é a marca que designa os óculos de proteção para profisssionais "made in" Vila Nova de Famalicão. Têm como público-alvo em especial os trabalhadores do setor da saúde e proteção civil, mas também trabalhadores cujo trabalho implique uma proteção ocular eficaz e segura.

3 min de leitura
- Publicidade -

Famalicão

Iniciativa Liberal prepara candidatura à Câmara de Famalicão

A Iniciativa Liberal de Famalicão vai apresentar candidato nas próximas eleições municipais, propondo-se como “alternativa” à coligação de direita no poder há 20 anos, que considera "uma candidatura dos interesses e clientelismos”.

Passe para idosos reativado

Serviço disponível para pessoas com 65 ou mais anos de idade residentes no concelho.

Tabu da recandidatura de Paulo Cunha agita coligação PSD-CDS em Famalicão

A recandidatura de Paulo Cunha à Câmara de Famalicão é assunto tabu na coligação PSD-CDS. Nos dois partidos de direita cresce a impaciência e já há nomes para a sucessão.

Afonso Silva foi o atleta mais pontuado na competição em Felgueiras

22 nadadores de Famalicão participaram no Meeting de Felgueiras. Equipa famalicense obteve o terceiro lugar da classificação geral de clubes.
Partilhar
  • 34
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    34
    Shares

A Injex, empresa industrial de Vila Nova de Famalicão especializada na produção de componentes técnicos em plástico pelo processo de injeção para todo o tipo de máquinas, começou a produzir os primeiros óculos de proteção individual de marca portuguesa.

Looksafety – que significa “olha com segurança” – é a marca já registada que designa o novo produto português nascido em Vila Nova de Famalicão e impulsionado pela necessidade de proteger da pandemia da covid-19 muitos profissionais de diversos setores de atividade.

Os novos óculos de proteção, que se distinguem por várias particularidades, sendo uma delas o facto de permitirem o uso em simultâneo dos óculos de leitura, têm como público-alvo em especial os trabalhadores do setor da saúde e proteção civil – hospitais, bombeiros, laboratórios, recursos humanos de lares, autarquias, etc. – mas também trabalhadores cujo trabalho implique uma proteção ocular eficaz e segura.

Os óculos Looksafety são totalmente portugueses e o projeto foi construído de raiz, auscultando quem mais deles necessitava, e por isso, desde o formato, ao design, matéria-prima utilizada, permitir a reutilização, o conforto, tudo foi aperfeiçoado tendo em conta o “feedback” de quem todos os dias depende destes equipamentos de proteção individual.

Esta é a história de como uma empresa aproveitou a pandemia para criar um produto cada vez mais necessário em muitas empresas e nos serviços de saúde e proteção civil, que são os óculos de proteção individual para profissionais – cuja produção, até agora, era quase um exclusivo asiático.

“Mesmo na Europa a oferta deste tipo de material de proteção é muito escassa”, diz Pinheiro de Lacerda, CEO da Injex

Aproveitando aa sua capacidade instalada, a Injex começa agora a produzir os primeiros óculos de proteção individual para profissionais totalmente portugueses e devidamente certificados para a Europa sob a marca Looksafety.

No primeiro momento em que se apercebeu que a covid-19 se estava a instalar com um grande impacto em Portugal, o empreendedor José Duarte Pinheiro de Lacerda, fundador e CEO da Injex, juntamente com um parceiro, a 4Valve, da Maia, uniram o know-how existente nas duas empresas e lançaram mãos à obra da criação do novo produto.

“Foi o nosso contributo para minimizar os efeitos nefastos e ainda imprevisíveis da pandemia junto dos hospitais, bombeiros, laboratórios, recursos humanos de lares, assim como nas empresas cujos trabalhadores precisam de uma boa proteção ocular”, explica Pinheiro de Lacerda.

Foi assim que nasceram os óculos Looksafeety, marca portuguesa agora lançada no mercado. “Não existia oferta nacional em número suficiente para dar resposta às necessidades mais urgentes e continuadas”, observa o CEO da Injex.

Mesmo a nível europeu, a oferta deste tipo de material de proteção individual “é muito escassa”, afirma Pinheiro de Lacerda, restando apenas os equipamentos que vinham dos países asiáticos, mas que, em termos logísticos, não permitiam uma resposta rápida.

“Deixa-nos orgulhosos que hoje possam adquirir um produto de qualidade, português, desenhado a pensar em todos os que precisam de proteger uma área tão sensível e valiosa como é a nossa visão”, comenta, a propósito, José Duarte Pinheiro de Lacerda.

E acrescenta: “Estamos a falar de um equipamento que pode não só ser usado como proteção à covid-19, mas também em tantas outras atividades e tarefas em que no dia-a-dia exige proteção suplementar.”

Para mais informações técnicas partilhamos o site da marca no link www.looksafety.pt.

 

Comentários