12 C
Vila Nova de Famalicão
Quinta-feira, 25 Abril 2024

“Quero muito continuar a liderar uma equipa que protagonize políticas positivas e justas”

Entrevista com Leonel Rocha, candidato da coligação PSD/CDS à presidência da Junta de Freguesia de Ribeirão nas eleições intercalares que se realizam no domingo, dia 11 de junho.

7 min de leitura
- Publicidade -

Famalicão

Celebrações dos 50 anos do 25 de Abril em Famalicão

Celebrações de amanhã, quinta-feira, têm início às 10h. Na parte da tarde há um concerto de jazz nos Paços no Concelho.

Polícia Judiciária outra vez na Câmara de Famalicão para investigar viagens pagas a autarcas

O ex-autarca Paulo Cunha é um dos visados num caso de suspeitas de corrupção que envolve viagens à sede da Microsoft nos EUA. Câmara de Famalicão confirma investigações.

Feira apresenta aos alunos oferta formativa do ensino secundário

Evento destinado aos alunos do 9º ano foi realizado no CIIES, em Vale São Cosme.

Caminhos da Liberdade em Vila Nova de Famalicão

Locais onde se fez resistência à Ditadura Salazarista

Leonel Rocha, de 52 anos, é licenciado em Teologia e tem pós-graduação em Administração e Gestão Escolar. Em 2021 foi uma das surpresas políticas no concelho de Vila Nova de Famalicão ao ter deixado o cargo de vereador da Câmara Municipal, onde estava desde 2002, para se candidatar à presidência da Junta de Ribeirão.

Porém, a coligação PSD-CDS perdeu a maioria absoluta que detinha em Ribeirão desde 1997. A Junta de Freguesia de Ribeirão mergulhou num impasse político, até que Leonel Rocha acabou por se demitir, porque a Junta “deixou de ter condições de governação”, segundo alega nesta entrevista ao NOTÍCIAS DE FAMALICÃO.

A sua demissão abriu caminho à convocação das eleições intercalares de 11 de junho de 2023, às quais se recandidata. O candidato da coligação PSD-CDS nasceu e vive na vila. É professor de Educação Moral e Religiosa Católica na Escola Básica 2,3 de Ribeirão.

NOTÍCIAS DE FAMALICÃO – Os eleitores da vila de Ribeirão são chamados a eleições intercalares que vão ditar a escolha de uma nova Junta de Freguesia e de uma nova Assembleia de Freguesia. O que pensa dos motivos que provocaram estas eleições?

LEONEL ROCHA – O Executivo, face à conduta da oposição, que tem a maioria na Assembleia de Freguesia, deixou de ter condições de governação. Esta é uma situação atípica para nossa freguesia. A estabilidade política, resultado das sucessivas vitórias eleitorais da coligação Mais Ação, Mais Famalicão, a par da colaboração empenhada assente numa visão partilhada entre a Junta de Freguesia e a Câmara Municipal, tem permitido assegurar os investimentos indispensáveis e o progresso da nossa vila há mais de duas décadas.
Creio que nenhum ribeirense desejava estas circunstâncias. À minha equipa apenas interessava cumprir os compromissos apresentados aos eleitores e sufragados por eles. Não tendo sido possível, renovamos a nossa motivação, renovamos as nossas ambições, para construir um futuro onde os ribeirenses estão em primeiro lugar. Agora, o futuro está, efetivamente, nas mãos do povo, que decidirá se pretende uma estabilidade construtiva que garantirá os investimentos certos para Ribeirão.

NOTÍCIAS DE FAMALICÃO – Quais as razões da sua candidatura à presidência da Junta de Freguesia de Ribeirão?

LEONEL ROCHA – Quando me candidatei em 2021 assumi um conjunto de compromissos com os ribeirenses, e nada mudou! A vontade de construir um futuro melhor para Ribeirão mantém-se. A vontade de envolver os ribeirenses neste plano mantém-se. A vontade de concretizar projetos com o apoio da Câmara Municipal mantém-se.
Acima de tudo, sou o candidato que tem um projeto sólido e de longo prazo para a nossa vila. Projeto esse que só foi possível elaborar com base na experiência adquirida nos últimos anos. Além disso, rodeei-me de uma equipa diversificada no que respeita ao género (tantos homens, como mulheres), idade, formação e lugar da freguesia, que já deu provas da sua capacidade de trabalho e dedicação.
Com esta equipa construí um conjunto de propostas para serem concretizadas ao longo dos próximos anos. Algumas são ambiciosas e só poderão ser conseguidas com boas relações autárquicas: a construção das piscinas exteriores e da biblioteca, a valorização das margens do Ave, a construção de um auditório que promova atividades culturais na nossa vila. Propostas arrojadas que assumimos para potenciar o bem-estar e a inovação das pessoas que vivem em Ribeirão e também para atrair novas famílias e fixar os nossos jovens.

NOTÍCIAS DE FAMALICÃO – Que avaliação faz daquilo que é hoje a freguesia de Ribeirão?

LEONEL ROCHA – Ribeirão teve um crescimento visível a todos os níveis, nas últimas décadas, com o apoio da coligação Mais Ação, Mais Famalicão, com um forte investimento em obras estruturantes, e não só. Desde as piscinas municipais, o centro escolar, a nova escola básica, que está em fase final, o Parque de Lazer Rio Veirão, até ao apoio permanente às nossas associações desportivas e culturais. É inegável que a estabilidade política e a sintonia com a Câmara Municipal têm sido os fatores principais para o desenvolvimento da nossa vila.
Melhorámos as acessibilidades da vila, nomeadamente o alargamento e a requalificação de ruas estratégicas; pavimentámos a nova via de acesso de Ferreiros à Rua da Continental Mabor; requalificámos o espaço envolvente do Santuário do Senhor dos Perdões; melhorámos as acessibilidades para as pessoas com mobilidade reduzida, em particular na sede de Junta de Freguesia. Preocupados com as questões ambientais, decidimos aplicar para a limpeza das ruas herbicidas inofensivos ao meio ambiente e à saúde pública, bem como no alargamento do Parque de Lazer Rio Veirão. Neste âmbito, preparámos ainda com a Câmara Municipal a homologação de um trilho de natureza, onde se realizou a última caminhada concelhia.
Conseguimos também criar uma dinâmica cultural, através de uma programação regular designada “Pontes Culturais”, que, além de outras iniciativas, potencia os jovens talentos e promove o envolvimento das nossas gentes. E temos projetos elaborados e comprometidos com a autarquia, como o Pavilhão Multiusos e o Laboratório das Artes, entre outros. Ribeirão é hoje uma freguesia que continua a desenvolver o seu potencial no nosso território. Desde que assumi este compromisso com os ribeirenses muito trabalho já foi feito. E isso dá-me a absoluta certeza da renovação da confiança dos ribeirenses no nosso projeto político plural e agregador.

NOTÍCIAS DE FAMALICÃO – Quais são os três problemas de Ribeirão que o próximo presidente da Junta terá de resolver?

LEONEL ROCHA – As acessibilidades continuam a ser um dos problemas da freguesia, tendo em conta a sua localização estratégica e o facto de ser um polo industrial. São muitos aqueles que trabalham em Ribeirão, mas que cá não vivem. O polo industrial de Sam atrai pessoas dos concelhos envolventes e por isso é necessário criar condições para que estas pessoas encontrem uma mobilidade mais eficaz. Do mesmo modo, temos de pensar também nas indústrias, de diferentes áreas (têxtil, componentes automóveis, entre outras), que precisam de boas acessibilidades para escoar os seus produtos.
Premente é também o alargamento do cemitério, uma obra de grande dimensão, que precisa de ser muito bem pensada. É um projeto que exige consulta aos ribeirenses, exige pensar nas infraestruturas que temos nas imediações, exige um plano concertado.
A requalificação da sede da Junta de Freguesia é algo a pensar num futuro próximo. Os ribeirenses merecem ter uma casa da democracia com condições de privacidade para os seus atendimentos, mas também com condições para a realização de atividades culturais e associativas, que tanto caracterizam Ribeirão. No fundo, um espaço que seja reflexo do dinamismo, desenvolvimento e visão de futuro de todos os ribeirenses.

Leonel Rocha numa ação de campanha. Fotografia DR

NOTÍCIAS DE FAMALICÃO – Como deve ser o relacionamento entre a Junta de Freguesia e a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão?

LEONEL ROCHA – A articulação e a sintonia são fundamentais. A Câmara Municipal está em sintonia connosco e com a nossa estratégia de desenvolvimento. Existem projetos de grande dimensão que exigem pensar em espaços, terrenos, financiamentos, num trabalho que a Junta de Freguesia sozinha não consegue levar adiante. Como exemplo, posso apontar a nova biblioteca e as piscinas exteriores. Temos tido sempre o apoio da Câmara Municipal nos compromissos que estabelecemos em 2021 e tenho a certeza que vamos continuar a trabalhar em plena colaboração. Só assim faz sentido!

NOTÍCIAS DE FAMALICÃO – Do seu programa eleitoral, quais são as cinco medidas que considera mais importantes?

LEONEL ROCHA – O nosso programa de compromissos vai ao encontro das necessidades que fomos conhecendo junto dos ribeirenses. É ambicioso, é certo, mas ajustado a uma vila próspera e em constante desenvolvimento como Ribeirão. No entanto, apontaria cinco áreas de intervenção essencial: as acessibilidades, o ambiente, o apoio social e associativo e a educação não formal.
Nas acessibilidades percebemos a localização estratégica da freguesia e, por conseguinte, pretendemos continuar a melhorar os acessos rodoviários à estrada nacional (EN) 14, bem como a mobilidade dentro da vila. No que se refere ao ambiente, pretendemos cuidar de Ribeirão nas suas áreas verdes e de lazer, através dos parques e trilhos de natureza, mas também melhorar a gestão de resíduos e a limpeza contínua de bermas. No apoio social e associativo, pretendemos continuar a apoiar as nossas associações que tanto caracterizam a nossa vila, quer no âmbito cultural, desportivo ou social. Sabemos que a articulação com as nossas forças vivas é essencial para a nossa comunidade. Por último, a educação não formal onde incluímos a programação cultural contínua, sempre em parceria com as nossas gentes, a dinamização do empreendedorismo juvenil e a criação de espaços para o desenvolvimento das artes.
Temos muito trabalho feito por Ribeirão. Temos muitos projetos para implementar. E eu quero muito continuar a liderar uma equipa que protagonize políticas positivas e justas. Não apelo ao voto útil, apelo ao voto que garante resultados, e esse é na minha candidatura.
A data das eleições, marcada pelo Governo, pode convidar a sair no fim de semana prolongado e convidar à abstenção. Contudo, lembro aos ribeirenses a importância destas eleições para o desenvolvimento da nossa vila e peço que olhem para o seu voto como algo importante e útil, capaz de dar à Junta de Freguesia as condições necessárias para trabalhar em plena sintonia com a Câmara Municipal, trazendo investimento municipal, para os projetos que pretendemos implementar.

Comentários