20.3 C
Vila Nova de Famalicão
Sábado, 23 Outubro 2021
- Publicidade -

TEMA

Editorial

Democracia, liberdade e jornalismo

Notícias são sobre factos. Opiniões, favoráveis ou desfavoráveis, não mudam a realidade dos factos.

Amanhã melhor que hoje

Parabéns e votos de um excelente mandato aos 368 homens e mulheres eleitos em todos os órgãos autárquicos de Famalicão. Oxalá daqui a quatro anos o saneamento básico não seja promessa em nenhum programa eleitoral.

O bem-estar e o desenvolvimento de Famalicão dependem de nós. Escolha ter vez e voz. Vote

O bem-estar e o desenvolvimento de Famalicão são objetivos permanentes que podemos influenciar através do nosso voto livre e consciente. Nunca os famalicenses tiveram tantas opções de escolha como nestas autárquicas.

Pergunta não ofende, informa

A sabedoria popular diz que perguntar não ofende. E é verdade. Por isso, a participação em debates, embora não seja obrigatória, é vivamente recomendada. Conhecer os candidatos a cargos políticos e as suas ideias e propostas é fundamental para um voto informado e consciente.

Os ataques, as perseguições e o clima de medo que invadiu Famalicão

Ameaças, perseguições, chantagem... Os famalicenses são muito melhores do que as coisas que andam a acontecer por cá.

Os famalicenses têm o direito à verdade e não à manipulação

Os famalicenses têm o direito de saber o que está a ser feito na cidade, como está a ser feito e porque está a ser feito. Têm direito à verdade dos factos em vez de manipulação cosmética da realidade.

Uma grande falta de respeito pelos famalicenses

Os famalicenses não são tidos nem achados sobre aquilo que está a acontecer na sua cidade. Isto é gozar com quem vive e trabalha no centro da cidade. E uma grande falta de respeito pelos famalicenses.

Famalicão, cidadania e direito à informação

Ninguém deve ter os seus direitos tolhidos ou recear represálias por exigi-los. O exercício da cidadania deve ser incentivado. Falta em Famalicão vivência prática de democracia e liberdade. Só isso explica o silêncio ensurdecedor...

Informar a sociedade não é um favor

Quem tem responsabilidades públicas tem obrigação de prestar contas com a sociedade. Autarcas e dirigentes de instituições públicas – eleitos ou por nomeação política – estão ao serviço da população. Uma das formas de sonegar à população acesso aquilo a que ela tem direito é negar, restringir ou dificultar o acesso da comunicação social a informações de interesse público.

Rigor, pluralidade e independência

Mais do que noticiar primeiro, queremos noticiar melhor, dando ao público leitor o maior número de dados e informação de enquadramento, para que os leitores tenham mais dados para pensar e formular livremente a sua opinião.

Últimas Notícias

Injex cresce na pandemia. França e Alemanha são mercados prioritários

A empresa fundada pelo famalicense José Duarte Pinheiro de Lacerda acelera o processo de internacionalização na França e na Alemanha.

Mário Passos no debate entre autarcas sobre descarbonizar as cidades

O autarca apresentou o transporte público eficiente, a arborização do território e a substituição dos veículos individuais com motores de combustão pelos meios de transporte suave como algumas das medidas que estão a ser implementadas no concelho.

Empresa de Guimarães está a contratar 120 funcionários

Nova empresa concessionária dos transportes no concelho de Guimarães está a contratar, para além de motoristas, profissionais para as áreas de recursos humanos, manutenção, fiscalização, segurança e bilhética.