PAN questiona Câmara Municipal sobre descargas ilegais no rio Pelhe

Desde 2019 que o PAN procura entidades responsáveis para resolver focos de poluição no rio. A reabilitação Pelhe é assunto que tem sido ignorado pela Câmara Municipal e juntas de freguesia.

0
51
Existem queixas recorrentes por maus cheiros resultantes de águas residuais oriundas de descargas ilegais no rio Pelhe. Fotografia DR/PAN
Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Existem queixas recorrentes por maus cheiros resultantes de águas residuais oriundas de descargas ilegais no rio Pelhe. O PAN-Famalicão tem estado a acompanhar a situação e quer saber que medidas estão previstas por parte das autoridades para resolver estes focos de poluição. “Já apresentamos várias denúncias ao Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA) e solicitamos inúmeros pedidos de esclarecimentos quer à autarquia quer às juntas de freguesia, sendo que as respostas foram alternando entre nada e coisa alguma.” refere Sandra Pimenta, porta-voz da Concelhia do Partido Pessoas Animais Natureza (PAN) em Famalicão. A responsável alerta que o partido, desde o início da formação da Comissão Política Concelhia do PAN há 2 anos, tem instado a Câmara Municipal a resolver o problema ambiental decorrente das sucessivas descargas ilegais para o rio Pelhe. “Defendemos que o município tem de ter um papel proativo e preventivo nestas situações, quer pela fiscalização ou vigilância, quer pela resolução dos problemas identificados, pois como sabemos existem zonas críticas ao longo de todo o curso do Pelhe e que estão há muitos anos identificadas. Ora, não se entende este demitir-se de responsabilidades da autarquia na sua competência da proteção dos meios hídricos.” conclui a porta-voz.
Nas redes sociais, cidadãos partilham fotografias e comentários sobre a poluição no rio Pelhe.
Sobre a obra que decorre no intercetor do Pelhe, no troço compreendido entre a rua D. Sancho I e a estação elevatória de Queimados, o partido questionou a autarquia por forma a obter um compromisso por parte desta que o problema das descargas para o rio Pelhe, nomeadamente a jusante do local das obras, em Barrimau e S. Marçal, Esmeriz, ficarão resolvidas.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here