5.8 C
Vila Nova de Famalicão
Domingo, 28 Novembro 2021
Partilhar
  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    1
    Share

Tim Steiner capacita famalicenses para a criação musical colaborativa

Atelier de Música Colaborativa realizou seis sessões entre setembro e novembro na Escola Básica de Delães.

2 min de leitura
- Publicidade -

Famalicão

Concertos de Natal de Famalicão decorrem no Mercado Municipal

Quase duas dezenas de convidados vão atuar entre os dias 1 de dezembro e 9 de janeiro.

PSD-Famalicão renova confiança no deputado Jorge Paulo Oliveira

Jorge Paulo Oliveira é deputado à Assembleia da República há 10 anos.

Sem campo para jogar no concelho, FC Famalicão instala-se em clube de Esposende

O assunto foi levantado esta quinta-feira na reunião do executivo da Câmara Municipal de Famalicão pelo vereador do PS Eduardo Oliveira. O Presidente da Câmara, Mário Passos, considera que se trata de um problema da SAD do FC Famalicão.

Eleições no PSD: Paulo Cunha recebeu Rangel e Augusto Lima recebeu “vice” de Rio

Eleições para a liderança nacional decorrem no próximo sábado, dia 27. Paulo Cunha, que disse que não apoiava nem Paulo Rangel nem Rui Rio, mas participou no evento de um dos candidatos.
Partilhar
  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    1
    Share

Mais de uma dezena de agentes musicais e sociais participaram numa ação de capacitação orientada pelo compositor e maestro inglês Tim Steiner, entre 17 de setembro a 06 de novembro de 2021 na Escola Básica de Delães, Famalicão. O Atelier de Música Colaborativa, com direção artística da Ondamarela, culminou com uma atividade final envolvendo um grupo comunitário no último dia da formação.

“O aspeto mais importante quando desenvolvemos um projeto com comunidades é garantir que a dinâmica não esmorece com o seu término”, refere Tim Steiner, coordenador pedagógico do Atelier de Música Colaborativa. “É muito importante que os músicos locais e outros profissionais da área, consigam dar continuidade a estes projetos, e manter a comunidade envolvida” acrescenta.

Ao longo de seis sessões de exploração musical colaborativa, os formandos desenvolveram competências musicais e aptidões de comunicação, liderança e colaboração, assim como a criatividade e processos de ensino-aprendizagem.

O conhecimento adquirido foi aplicado num exercício final, que aconteceu no dia 6 de novembro em Delães, e envolveu um pequeno grupo comunitário de cerca de 30 pessoas, que criou, em menos de duas horas, uma performance musical inédita sob a orientação dos formandos.

“Não sabíamos o que ia sair, mas, no fundo, penso que deu uma certa alma ao trabalho que pretendiam fazer hoje” comenta Manuel Lima, de Delães, que participou como membro do grupo comunitário.

“Estivemos a fazer música todos juntos e por isso o resultado final pertence e reflete um pouco de todos nós” acrescenta a formanda Sofia Passos, de Vale S. Martinho. “A música, para além dos benefícios que traz ao bem-estar emocional e saúde mental, une as pessoas, até mesmo aquelas que têm menos experiência na área (da música)”, realça.

O Atelier de Música Colaborativa trata-se de uma ação dinamizada pela Ondamarela e inserida no projeto HÁ CULTURA | CULTURA PARA TODOS, promovido pelo Município de Vila Nova de Famalicão e cofinanciado pelo NORTE 2020, através do Fundo Social Europeu (FSE). Está prevista a realização de uma segunda edição da ação de capacitação no ano de 2022, desta vez no centro de Famalicão.

Comentários

- Publicidade -
- Publicidade -

Atualidade