29.6 C
Vila Nova de Famalicão
Sexta-feira, 27 Maio 2022

Eduardo Oliveira defende Plano de Desenvolvimento Turístico para Gondifelos

O candidato do PS à presidência da Câmara de Famalicão quer aproveitar as potencialidades de Gondifelos e da bacia do rio Este para o ecoturismo. E valorizar a agricultura.

min de leitura
- Publicidade -

Famalicão

Famalicense António Cândido de Oliveira recebe Insígnia de Ouro na Galiza

A distinção da universidade galega reconhece o professor pelo seu trabalho no avanço do Direito Público e Administrativo.

Negócio polémico em Mouquim. Câmara paga 240 mil euros por terreno avaliado em 145 mil

Maioria PSD-CDS na Câmara de Famalicão aprovou pagar 240 mil euros por um terreno avaliado duas vezes e que técnicos municipais tinham avaliado por 145 mil. "Uma história mal contada", acusa o PS.

PSD-Famalicão. Sofia Fernandes lidera candidatos a delegados de Montenegro ao congresso nacional

Sofia Fernandes vai disputar os delegados do PSD famalicense com Jorge Moreira da Silva, que é candidato à liderança nacional do partido.

Engenho celebra 28º aniversário

Instituição está a desenvolver o projeto "Laços com Engenho/Compromisso com a Comunidade".

O candidato do Partido Socialista (PS) à presidência da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Eduardo Oliveira, defende uma aposta no turismo de natureza como fator de desenvolvimento da freguesia de Gondifelos e do vale do rio Este.

“Agora que está concluída a ecopista, pensada e projetada na década de 1990 pelo presidente Agostinho Fernandes, é tempo de planear e projetar um Plano de Desenvolvimento Turístico para Gondifelos, tendo o rio Este como eixo central e elemento natural inspirador”, afirma o candidato do PS, impressionado com as potencialidades turísticas da freguesia.

Eduardo Oliveira, que também lidera o PS-Famalicão, fez esta revelação na rede social Facebook, após uma visita realizada este sábado a Gondifelos, para contactos com a população.

Classificando a freguesia como “uma terra de futuro, com enormes potencialidades ao nível do turismo de natureza”, o candidato socialista justifica a necessidade de um Plano de Desenvolvimento Turístico porque, segundo afirma, Gondifelos tem “um património natural assinalável, que merece ser aproveitado para dinamizar a economia da freguesia e reforçar a atratividade da oferta turística famalicense, nomeadamente no segmento do ecoturismo”.

Eduardo Oliveira destacou ainda “a forte vocação agrícola” de Gondifelos, que já é a “capital das cebolas”, com a realização da feira anual, no último domingo de agosto. “Este evento demonstra a força da nossa agricultura, setor económico que a futura Câmara Municipal, liderada pelo PS, irá valorizar”, frisa Eduardo Oliveira.

Em forma de desafio aos futuros ocupantes da Junta de Freguesia, Eduardo Oliveira lembrou que, “em 2022, Gondifelos celebra os 150 anos da sua anexação definitiva ao concelho de Vila Nova de Famalicão, por exigência dos seus habitantes, o que aconteceu em 1872”.

“Uma data que merece ser devidamente celebrada”, exclamou o candidato do PS à presidência da Câmara de Famalicão.

Recorde-se que o território de Gondifelos, que estivera sob o domínio de Barcelos até 1835 – ano da formação do concelho famalicense, no âmbito da reforma administrativa de Mouzinho da Silveira –, esteve dividido entre os domínios de Famalicão e Barcelos entre os anos de 1835 e 1872.

Fazendo fronteira com os vizinhos concelhos de Póvoa de Varzim e Barcelos, Gondifelos é a freguesia mais ocidental do concelho de Vila Nova de Famalicão. Atualmente é a sede da União de Freguesias de Gondifelos, Cavalões e Outiz.

Comentários