18.1 C
Vila Nova de Famalicão
Sábado, 23 Outubro 2021
Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Eduardo Oliveira quer responder “às necessidades das pessoas e da comunidade famalicense”

Ministra Mariana Vieira da Silva no comício de apresentação do programa eleitoral do PS-Famalicão.

2 min de leitura
- Publicidade -

Famalicão

Injex cresce na pandemia. França e Alemanha são mercados prioritários

A empresa fundada pelo famalicense José Duarte Pinheiro de Lacerda acelera o processo de internacionalização na França e na Alemanha.

Democracia, liberdade e jornalismo

Notícias são sobre factos. Opiniões, favoráveis ou desfavoráveis, não mudam a realidade dos factos.

Presidente da Câmara de Famalicão recebe cidadãos às quartas-feiras mediante marcação prévia

Mário Passos mantém presidência aberta com atendimento aos munícipes.

Desacatos no Parque da Devesa levam a participação na Polícia

Tumulto na sessão de esclarecimento promovida pela Associação Famalicão em Transição.
Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O programa eleitoral da candidatura autárquica do Partido Socialista em Vila Nova de Famalicão “dá resposta imediata e eficaz às necessidades das pessoas e da comunidade famalicense”, afirmou Eduardo Oliveira, líder do PS-Famalicão e cabeça de lista do partido à Câmara Municipal.

Eduardo Oliveira falava no comício de abertura oficial da campanha socialista no concelho, tendo a seu lado Mariana Vieira da Silva, membro do Secretariado Nacional do PS e ministra de Estado e da Presidência, e justificou assim as opções estratégicas subjacentes ao programa eleitoral da candidatura que lidera, que ele mesmo apresentou.

“A nossa agenda é clara e combina com a agenda que o Governo traçou para o país e a Comissão Europeia validou, ao aprovar o Plano de Recuperação e Resiliência”, enfatizou, referindo-se ao programa autárquico do seu partido como um “pacto de desenvolvimento harmonioso e integrado do concelho com os famalicenses”.

Entre as áreas de atenção destacam-se, entre outras propostas, a criação de consultas de Medicina Dentária e de Nutrição nas unidades de saúde familiar do concelho e de um Centro de Geriatria, dotar Famalicão de uma “Estratégia Local de Habitação” e assegurar transportes públicos rodoviários em todo o concelho.

“Nenhum famalicense será discriminado no acesso ao transporte público em função do local onde vive ou trabalha”, afirmou, assegurando que haverá uma “rede de transportes públicos rodoviários cobrindo todo o concelho”, em caso de vitória do seu partido.

O programa eleitoral do PS está disponível para consulta aqui.

No comício que, como destacou Eduardo Oliveira, ficou a marcar o “sprint final da corrida” do PS Famalicão às eleições do próximo dia 26, usaram ainda da palavra Mariana Vieira da Silva, a candidata socialista à Junta de Freguesia de Ribeirão, Vera Rocha, o mandatário concelhio das candidaturas do PS e antigo presidente da Câmara, Agostinho Fernandes, e o cabeça de lista à Assembleia Municipal, Jorge Costa.

Ministra Mariana Vieira da Silva no comício de abertura da campanha do PS em Ribeirão. Fotografia PS/DR

A dirigente nacional socialista e ministra de Estado e da Presidência incentivou as cerca de 300 pessoas presentes a fazer “um último forcing pela vitória do PS”, porque, assinalou, o país “só tem a ganhar com uma maioria de câmaras e de eleitos locais em sintonia com o esforço que todos temos estado a fazer, no sentido de vencermos a pandemia rapidamente e o país retomar o crescimento económico e as pessoas melhorarem os seus rendimentos”.

Para isso, acrescentou, “em Famalicão e em todo o lado, é importante que as pessoas vão votar no dia 26 e que votem nos candidatos do PS”.

 

Comentários