16.3 C
Vila Nova de Famalicão
Terça-feira, 28 Maio 2024

Famalicense Amadeu Dinis é o novo líder das escolas profissionais portuguesas

Eleito presidente da ANESPO - Associação Nacional de Escolas Profissionais

2 min de leitura
- Publicidade -

Famalicão

Festa da família na escola Terras do Ave

Piquenique organizado pela associação de pais e a direção do agrupamento.

Teatro para crianças e jovens entre 27 de maio e 2 de junho em Famalicão

Espetáculos no Parque da Devesa e na Casa da Pedreira, em Gondifelos.

Este fim de semana há Rali de Famalicão

83 pilotos participam na competição

Piscinas exteriores abrem a 1 de junho em Famalicão

As piscinas municipais vão funcionar até dia 15 de setembro.

O famalicense Amadeu Dinis, diretor da Escola Profissional CIOR, de Vila Nova de Famalicão, passou a assumir os destinos da ANESPO – Associação Nacional de Escolas Profissionais- na sequência do ato eleitoral para o mandato 2024/27, realizado nesta sexta-feira, dia 22.

O processo eleitoral, com única lista, decorreu em torno de um programa de ação e compromisso mobilizador e agregador, centrado nas escolas profissionais e qualidade de ensino.

Para Amadeu Dinis, que há vários anos vinha exercendo as funções de primeiro vice-presidente da direção, “as escolas profissionais privadas são pilares fundamentais na educação e formação de milhares de jovens e adultos em Portugal, contribuindo para o desenvolvimento económico e social do país”. Ainda na sua opinião, a ANESPO, como representante das 160 escolas profissionais suas filiadas em Portugal e nas regiões autónomas da Madeira e Açore, “assume um papel crucial na defesa dos seus interesses e na promoção da qualidade do ensino profissional”.

“Neste momento crucial, em que se avizinham novos desafios e oportunidades, a ANESPO tem de estar cada vez mais preparada do que nunca para liderar o caminho, o que para mim é um desafio, que assumo com determinação, e uma honra por merecer a confiança da grande maioria das escolas profissionais”, afirma Amadeu Dinis, acrescentando que pautará o seu trabalho assente na “concertação e negociação permanentes com o Governo e todos os parceiros institucionais por forma a que as escolas profissionais passem a ser parte integrante das políticas públicas. com todos os seus efeitos, no domínio da educação”.

Criada em 1991, a ANESPO – Associação Nacional de Escolas Profissionais é uma associação sem fins lucrativos e congrega hoje a maioria das escolas profissionais, pertencentes às diferentes entidades privadas da sociedade civil, desde associações empresariais, fundações, cooperativas, autarquias e sociedades, constituídas nas diferentes vertentes permitidas pela lei.

Neste contexto e com uma vasta experiência e um sólido historial de conquistas, a ANESPO apresenta um programa ambicioso e realista para o próximo quadriénio, assente em quatro pilares fundamentais: sustentabilidade financeira e de tesouraria das escolas profissionais; inovação pedagógica e reforço das ofertas formativas; afirmação institucional a nível nacional e internacional; e organização e funcionamento da ANESPO.

O presidente agora eleito e toda a equipa que o acompanha acreditam que, juntos, poderão construir um futuro ainda mais brilhante para as escolas profissionais, para todos os seus alunos, professores/formadores, colaboradores e todos os stakeholders.

Comentários

- Publicidade -
- Publicidade -