19 C
Vila Nova de Famalicão
Segunda-feira, 21 Junho 2021
Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Famalicense Sandra Pimenta na direção nacional do PAN

Braga é o distrito onde o partido mais cresceu. Nas últimas eleições legislativas o número de votos no PAN mais que triplicou no distrito. O próximo desafio são as autárquicas. É a primeira vez o partido irá concorrer no distrito.

3 min de leitura
- Publicidade -

Famalicão

Candidato Mário Passos manipula os milhões de Bruxelas e ilude os famalicenses

A Câmara de Famalicão captou apenas 7,9% dos 354 milhões que Bruxelas aprovou para o território do concelho nos últimos 8 anos. Mas o candidato Mário Passos (PSD-CDS) manipula os números e ilude os famalicenses dizendo que todos os milhões são devidos à ação da autarquia. O NOTÍCIAS DE FAMALICÃO apurou a verdade e revela a lista oficial dos projetos municipais aprovados em Bruxelas.

Mais enfermeiros no centro de vacinação de Famalicão

24 enfermeiros reforçam equipa no centro de vacinação até ao final de julho.

Paulo Costa é o candidato do Bloco de Esquerda à Câmara Municipal

Deputado municipal concorre à presidência da Câmara. Catarina Ferraz encabeça a lista à Assembleia Municipal.

Agostinho Fernandes quer Eduardo Oliveira a “virar a página de Famalicão”

“Servir as pessoas é a verdadeira essência da política. Estou aqui para servir os famalicenses”, enfatizou Eduardo Oliveira na apresentação do mandatário e de todos os candidatos a vereadores.
Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A famalicense Sandra Pimenta foi eleita como membro da nova comissão política nacional do partido PAN – Pessoas Animais Natureza. A eleição foi realizada no congresso do partido, que decorreu nos dias 5 e 6 de junho, em Tomar.

“Este congresso marca o início de um novo ciclo sendo que se tornou claro o que distingue o PAN dos demais partidos. Debatemos ideias, diferentes perspetivas, reforçando a importância das nossas causas.  Acreditamos que podemos fazer diferente e é para isso que estamos a trabalhar”, explica Sandra Pimenta, acrescentando que “o partido fará o papel que lhe compete, apresentando propostas e pressionando o Governo a implementar as medidas já aprovadas”.

Além de Sandra Pimenta, mais um membro da comissão política distrital do PAN Braga foi eleito para a comissão política nacional. Trata-se do jurista Rafael Pinto, de 25 anos, que é o elemento mais jovem da lista.

Rafael Pinto é membro fundador da distrital de Braga e porta-voz no partido no distrito. Em 2019 foi cabeça de lista nas eleições legislativas.

Os membros da distrital de Braga foram ainda eleitos para outros dois órgãos do partido: Rafael Pinto para a comissão política permanente e Sandra Pimenta para a mesa da comissão política nacional.

“Este é também o reconhecimento do excelente trabalho desenvolvido pela distrital de Braga e pelas concelhias nos últimos dois anos e o reflexo do crescimento do partido no distrito”, afirma Rafael Pinto.

“Nas últimas legislativas o distrito com maior crescimento do PAN foi Braga, com um aumento de 340% dos votos. Seguem-se agora as autárquicas onde pela primeira vez o PAN apresentará candidaturas no distrito. Pela primeira vez o distrito terá candidaturas com valores progressistas e ambientalistas.” conclui o porta-voz da distrital.

CONHEÇA SANDRA PIMENTA

Filiada ao PAN desde 2017, Sandra Pimenta tem 43 anos e vive na freguesia de Ruivães, em Vila Nova de Famalicão. Estuda Direito na Universidade do Minho e é assessora parlamentar.

No final de 2018 integrou a comissão política distrital Braga e faz parte da atual composição do órgão, onde desempenha funções de tesoureira. Representa o partido em Vila Nova de Famalicão sendo a Igualmente, representa o partido como porta-voz da comissão política concelhia.

Coopera com duas associações ambientais locais.  Já foi voluntária no canil municipal e numa associação de proteção animal.

Vegetariana desde 2005 e vegana desde 2010, interessa-se por temas relacionados com o bem-estar animal, razão principal da sua opção pelo vegetarianismo.

É membro do conselho consultivo do Mecanismo Nacional para a Implementação da Convenção dos Direitos da Pessoa com Deficiência, em representação do partido.

Acredita que “o caminho para um país mais sustentável e ético e que responda aos verdadeiros problemas sociais passa pela mão do PAN” e, por isso, pretende “dar o melhor para ajudar o partido a trilhar este caminho”.

Comentários