19 C
Vila Nova de Famalicão
Segunda-feira, 21 Junho 2021
Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Injex amplia fábrica no Parque Industrial de Vilarinho das Cambas

Empresa famalicense é especializada em plásticos técnicos injetados e produz milhões de peças por ano para as principais marcas de automóveis.

min de leitura
- Publicidade -

Famalicão

Candidato Mário Passos manipula os milhões de Bruxelas e ilude os famalicenses

A Câmara de Famalicão captou apenas 7,9% dos 354 milhões que Bruxelas aprovou para o território do concelho nos últimos 8 anos. Mas o candidato Mário Passos (PSD-CDS) manipula os números e ilude os famalicenses dizendo que todos os milhões são devidos à ação da autarquia. O NOTÍCIAS DE FAMALICÃO apurou a verdade e revela a lista oficial dos projetos municipais aprovados em Bruxelas.

Mais enfermeiros no centro de vacinação de Famalicão

24 enfermeiros reforçam equipa no centro de vacinação até ao final de julho.

Paulo Costa é o candidato do Bloco de Esquerda à Câmara Municipal

Deputado municipal concorre à presidência da Câmara. Catarina Ferraz encabeça a lista à Assembleia Municipal.

Agostinho Fernandes quer Eduardo Oliveira a “virar a página de Famalicão”

“Servir as pessoas é a verdadeira essência da política. Estou aqui para servir os famalicenses”, enfatizou Eduardo Oliveira na apresentação do mandatário e de todos os candidatos a vereadores.
Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A Injex – Pinheiro de Lacerda, SA, empresa industrial de componentes técnicos em plástico pelo processo de injeção, ampliou em 25% as suas instalações produtivas no Parque Industrial de Vilarinho das Cambas, em Vila Nova de Famalicão.

A empresa famalicense, que é especializada em plásticos técnicos injetados, desde a conceção do produto até à sua montagem final, produz milhões de peças por ano, sobretudo símbolos das principais marcas de automóveis, para clientes como Porsche, Peugeot, Alfa Romeo, Jaguar, Volkswagen, Audi e Mercedes Benz.

As instalações produtivas da Injex, que até agora ocupavam uma área de 470 metros quadrados, aumentaram 100 metros quadrados, ficando a área fabril com 570 metros quadrados. O investimento foi de 50 mil euros.

José Duarte Pinheiro de Lacerda, fundador e CEO da Injex SA

Além do espaço produtivo, a Injex dispõe de uma área logística, que ocupa um armazém com 730 metros quadrados, situado a 50 metros da fábrica, espaço que acolhe matérias-primas e produto acabado, num processo que é gerido exclusivamente por meios digitais. No total, a empresa ocupa agora uma área de 1300 metros quadrados.

“Tínhamos um logradouro disponível e resolvemos dar mais um pequeno passo num imóvel que é propriedade da Injex”, explica José Duarte Pinheiro de Lacerda, fundador e CEO da Injex, que considera que o aumento das instalações “não vai mudar a vida” da empresa, até porque já estava planeado há algum tempo, “mas dará uma boa ajuda”, em função das necessidades imediatas.

“Sou adepto dos pequenos passos, das melhorias contínuas. Conseguimos aumentar a área da fábrica sem termos os custos inerentes a uma mudança”, explica Pinheiro de Lacerda, apontando como “estratégia de futuro” o crescimento da empresa, através da diversificação de produtos e serviços de valor acrescentado para os clientes.

Exermplos de peças em plástico injetado produzidas em Famalicão pela Injex. Fotografia DR/INJEX

“Se continuarmos a crescer como temos crescido, a breve prazo vamos precisar de mais espaço”, aponta o CEO da Injex, empresa que fundou em 28 de janeiro de 2003. E Pinheiro de Lacerda acrescenta: “A vida das empresas é dinâmica, pelo que não abandonamos a possibilidade de construção de novas instalações, caso surja uma boa oportunidade de negócio.”

Comentários