14.8 C
Vila Nova de Famalicão
Sábado, 31 Julho 2021
Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Rui Costa
Rui Miguel Costa é formado em Engenharia e Gestão Industrial pelo Instituto Superior de Engenharia do Porto. Gestor em áreas de desenvolvimento, é apaixonado por música, engenharia, economia, inovação e empreendedorismo.

Portugal orientado às energias renováveis: o leme das energias hídricas

A realidade e posição portuguesa no âmbito das energias renováveis, e o investimento e a tecnologia existente no nosso país.

3 min de leitura
- Publicidade -
Rui Costa
Rui Miguel Costa é formado em Engenharia e Gestão Industrial pelo Instituto Superior de Engenharia do Porto. Gestor em áreas de desenvolvimento, é apaixonado por música, engenharia, economia, inovação e empreendedorismo.

Famalicão

Os famalicenses têm o direito à verdade e não à manipulação

Os famalicenses têm o direito de saber o que está a ser feito na cidade, como está a ser feito e porque está a ser feito. Têm direito à verdade dos factos em vez de manipulação cosmética da realidade.

Famalicense Injex entra na Câmara de Comércio Luso-Alemã

A Injex, empresa especializada na produção de componentes técnicos em plástico pelo processo de injeção para todo o tipo de máquinas, aposta na internacionalização.

Está na hora de quebrar o ciclo

Precisamos de quebrar o ciclo de políticas desadequadas aos desafios que vivemos, precisamos de um novo ciclo de políticas públicas assente numa visão ecocêntrica e sustentável – e esse momento é agora!

Continental promove inclusão social com programa de estágio e emprego

A empresa recebeu quatro pessoas com necessidades especiais para realização de um estágio no âmbito do programa de cooperação com a ACIP e o IEFP. Duas destas pessoas são hoje membros efetivos da empresa.
Partilhar
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Um pouco por todo o mundo, são feitos investimentos elevados em recursos e projetos  com o intuito de fortalecer a utilização de fontes de energia alternativas. Atualmente, a maioria dos países depende ainda, de combustíveis fosseis para produzir energia, combustíveis esses que, como já é de conhecimento geral, tem um impacto ambiental negativo e são finitos.

De forma a inverter esta tendência, estes enormes investimentos intelectuais e monetários, que visam a impulsionar as ditas energias renováveis, ganham mais e mais força. Apesar de não se tratar de um tema novo, não é de todo, algo que esteja a acontecer tão rápido quanto esperado a nível mundial. Neste contexto, tentarei explicar de forma clara, a realidade e posição portuguesa nesta área de intervenção: as energias renováveis, o investimento e a tecnologia existente no nosso país.

O que são e quais os diferentes tipos de energias renováveis?

Fontes de energia renováveis, como o nome indica, provêm de recursos inesgotáveis ou que podem ser repostas a