Free Porn





manotobet

takbet
betcart




betboro

megapari
mahbet
betforward


1xbet
teen sex
porn
djav
best porn 2025
porn 2026
brunette banged
Ankara Escort
1xbet
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
betforward
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
deneme bonusu veren bahis siteleri
deneme bonusu
casino slot siteleri/a>
Deneme bonusu veren siteler
Deneme bonusu veren siteler
Deneme bonusu veren siteler
Deneme bonusu veren siteler
Cialis
Cialis Fiyat
18.3 C
Vila Nova de Famalicão
Sexta-feira, 12 Julho 2024
José Carvalho
José Carvalho é famalicense, nasceu em 1972, e exerce a profissão Controller de Gestão. Os seus passatempos preferidos são a jardinagem e caminhadas.

Ao seu lado, senhora presidenta!

Ao fazer quase 190 anos, o concelho de Famalicão não tem uma mulher na Galeria de Presidentes. No executivo municipal, há 5 homens com 28 pelouros e 2 mulheres com 9 pelouros.

2 min de leitura
- Publicidade -
José Carvalho
José Carvalho é famalicense, nasceu em 1972, e exerce a profissão Controller de Gestão. Os seus passatempos preferidos são a jardinagem e caminhadas.

Famalicão

Mário Passos inaugura nova obra de arte na Praça D. Maria II

Espelho gigante assinala a nomeação de Famalicão como Região Empreendedora Europeia em 2024. É a terceira nova obra de arte instalada naquele espaço em cerca de um ano.

Presidente da República distingue Carlos Vieira de Castro como Comendador

Empresário agraciado com a Comenda da Ordem de Mérito Empresarial.

Antiga vereadora do Desporto, Juventude e Turismo morre aos 65 anos

Ana Paula Costa foi a única mulher do PS no executivo da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, em 19 anos da presidência de Agostinho Fernandes.

Famalicão celebrou 39 anos de Cidade

Sessão solene contou com uma lista de cerca de 60 homenageados.

“Obediência, subserviência docilidade eram essas as virtudes necessárias.”
Os Testamentos – Margaret Atwood

Famalicão é um concelho conservador, com um pendor individualista e patriarcal. Se as duas primeiras podem coabitar com modos diferentes de viver (posso ser conservador e individualista sem impor esses modos de vida ao resto da sociedade), a última corresponde a um sistema social discriminatório e incompatível com os valores da democracia contemporânea, que no caso português está vertido no artigo 13º n.º 2 da Constituição da República Portuguesa.

Ora, quem nos representa (localmente, dado que o foco desta crónica é sempre o contexto famalicense) deve liderar a mudança de comportamentos e ser exemplar nas oportunidades dadas às populações vítimas de preconceitos.

Avancemos então para factos e quantificações:

Executivo Municipal com pelouro atribuído é constituído por 7 elementos, 5 homens com 28 pelouros e 2 mulheres com 9 pelouros.

Homens: Mário Passos – Presidente com 12 pelouros, Ricardo Mendes – Vice-presidente e Vereador com 4 pelouros, Augusto Lima – Vereador com 5 pelouros, Pedro Oliveira – Vereador com 3 pelouros e Hélder Pereira – Vereador com 4 pelouros.

Mulheres: Sofia Machado Fernandes – Vereadora com 6 pelouros e Luísa Marlene Costa Azevedo – Vereadora com 3 pelouros.

A mesa da Assembleia Municipal tem como presidente Nuno Melo, 1.º secretário Luís Oliveira e como 2.ª Secretária Susana Ferreira.

Dos 5 grupos parlamentares só a CDU é liderada por uma mulher:  Tânia Silva, e só o PAN apresentou uma candidata à presidência do município: Sandra Pimenta.

Nas 34 freguesias (ou uniões) só encontramos 4 mulheres na presidência.

Ao fazer quase 190 anos, o concelho de Famalicão não tem uma mulher na Galeria de Presidentes. Nem os quase 50 anos de poder local democrático alteraram a situação.

Nos censos 2021 foram contabilizadas 69.085 mulheres no nosso concelho – 52% da população. As mulheres também estão em maioria na indústria têxtil, com os seus baixos salários, nas reuniões de pais das escolas e em tudo que envolve a assistência ou cuidado informal à família, ascendentes, descendentes e parceiros, para além disso são maioritárias no ensino superior.

Este padrão também tem o seu inverso em determinadas funções. Por exemplo, já alguém viu um educador (homem) de infância em Famalicão? Também os homens são vítimas dos papeis de género determinada pela cultura dominante. O ato de cuidar conjuga-se, quase sempre, no feminino e isso coloca uma barreira a muitos homens de seguir as suas vocações. Num tempo em que tanto falamos na perda de talento, desperdiçamos 50% dele no preconceito de género.

Este preconceito é tal que até os modos e a forma de estar em sociedade é sua vítima. Qualquer homem com uma voz mais doce ou modos mais suaves tem “objetivamente” a sua orientação sexual definida: é “gay”, até pode não saber, mas é. Isso, num tempo, em que já não há qualquer dúvida que orientação sexual e definição de género são coisas distintas.

Entendo que o poder local tem de dar o exemplo. Definam-se cotas, façam-se campanhas de recrutamento com uma discriminação positiva para as mulheres, identifiquem-se nas escolas, fábricas, escritórios e nos campos mulheres com valores e valor e tragam-nas para a causa pública. É imperativo, Portugal tem um déficit enorme de participação cívica.

O universo masculino sempre se preocupou com o tamanho, por exemplo, o Sr. Presidente da Câmara começou por apresentar o orçamento para 2024 destacando que era o “maior orçamento da nossa história”. Ao qual poderíamos juntar, mais estradas, mais rotundas, mais betão…

Eu sei que se cuidarmos bem, gastamos menos, e nesta matéria as mulheres têm milénios de treino e experiência. Os recursos do planeta estão a esgotar-se, é tempo de mudarmos, de cuidar do que temos, de partilharmos recursos e de devolver à natureza tudo o que origina desequilíbrios. A nossa carteira e o nosso planeta vão agradecer.

________________________________________________________________________

Os artigos de opinião publicados no Notícias de Famalicão são de exclusiva responsabilidade dos seus autores e não refletem necessariamente a opinião do jornal.

Comentários

José Carvalho
José Carvalho é famalicense, nasceu em 1972, e exerce a profissão Controller de Gestão. Os seus passatempos preferidos são a jardinagem e caminhadas.