12 C
Vila Nova de Famalicão
Quinta-feira, 25 Abril 2024

Câmara Municipal vai ceder terrenos a privados para o FC Famalicão ter novo estádio

Estratégia e cronograma para a construção do novo estádio municipal apresentados esta tarde, após uma reunião entre o presidente da autarquia famalicense e os presidentes do clube e da SAD.

5 min de leitura
- Publicidade -

Famalicão

Celebrações dos 50 anos do 25 de Abril em Famalicão

Celebrações de amanhã, quinta-feira, têm início às 10h. Na parte da tarde há um concerto de jazz nos Paços no Concelho.

Polícia Judiciária outra vez na Câmara de Famalicão para investigar viagens pagas a autarcas

O ex-autarca Paulo Cunha é um dos visados num caso de suspeitas de corrupção que envolve viagens à sede da Microsoft nos EUA. Câmara de Famalicão confirma investigações.

Feira apresenta aos alunos oferta formativa do ensino secundário

Evento destinado aos alunos do 9º ano foi realizado no CIIES, em Vale São Cosme.

Caminhos da Liberdade em Vila Nova de Famalicão

Locais onde se fez resistência à Ditadura Salazarista

Os terrenos do Estádio Municipal de Vila Nova de Famalicão e do campo de treinos, que também é municipal, vão ser cedidos a privados para a construção de um novo estádio para o Futebol Clube de Famalicão. Este é o caminho encontrado pela Câmara Municipal para viabilizar a construção de um novo estádio municipal, que o presidente da autarquia revelou hoje, após uma reunião com os dirigentes do clube e da SAD, nos Paços do Concelho na tarde desta terça-feira.

No fundo, confirma-se aquilo que vai sendo ventilado há vários meses nos bastidores. Com uma capacidade para cerca de nove ou dez mil espectadores, para poder acolher jogos das competições europeias, o futuro estádio municipal, que poderá custar cerca de 15 milhões de euros.

Mas até à colocação da primeira pedra haverá um longo caminho administrativo e burocrático a percorrer, dado que estamos a falar de terrenos que são públicos, atualmente ocupados pelo estádio inaugurado pela Câmara Municipal de Álvaro Marques e pelo Governo de Salazar na década de 1950, e pelo campo de treinos construído na década de 1990, na presidência de Agostinho Fernandes.

MÁRIO PASSOS DEIXA CAIR PROJETO DE PAULO CUNHA

Deste modo, Mário Passos deixa cair em definitivo um projeto que tinha sido apresentado pelo ex-presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, na manhã de 12 de outubro de 2018. Nesse dia, Paulo Cunha prometeu gastar 8 milhões de euros na remodelação do Estádio Municipal de Vila Nova de Famalicão e prometia inaugurar o “novo” estádio apenas três anos depois, ou seja, em 2021.

Nessa altura já o Futebol Clube de Famalicão tinha regressado à I Liga Portuguesa. Só o estádio, que teria sete mil lugares, novas bancadas e o relvado rabaixado, ficou por reabilitar.

Imagens virtuais do projeto de remodelação do Estádio Municipal de Vila Nova de Famalicão apresentado por Paulo Cunha em outubro de 2018. Uma obra que ficou no papel.

Segundo ainda se pode ler no site oficial do FC Famalicão, na altura, além dos sete mil lugares sentados, estava “equacionada a possibilidade de serem criadas bancadas nos topos, adicionando 3 mil lugares à capacidade total”, justamente para permitir a realização de jogos da UEFA.

Na apresentação do projeto, o então presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, falava “do maior investimento público no concelho” para “acompanhar toda a dinâmica e ambição desportiva do FC Famalicão que terá todas as condições para ser bem sucedido”. O estádio continuaria a ser municipal e o campo de treinos seria mantido, mas o investimento ficou na gaveta.

Já passaram quase seis anos e a indecisão da Câmara Municipal em relação ao futuro do Estádio Municipal tem causado mal-estar junto da SAD do FC Famalicão, cujo projeto de consolidação do futebol profissional na I Liga Portuguesa e o ambicionado objetivo de tornar o clube num concorrente às provas europeias de futebol implicam outras condições em termos de infraestruturas.

CÂMARA CEDE TERRENOS E PRIVADO CONSTRÓI

A nota enviada ontem à imprensa informando sobre a reunião desta terça-feira do presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Mário Passos, com o presidente da direção do clube, José Pina Ferreira, e com o presidente da SAD do Futebol Clube de Famalicão, Miguel Ribeiro, dava conta que Mário Passos iria “apresentar a solução que a autarquia famalicense preconiza para o futuro Estádio Municipal”, anunciando que “apresentará ao emblema famalicense a estratégia do município e o cronograma para o processo tendente à construção do novo Estádio Municipal”. Acontece, porém, que nesta altura do campeonato há mais dúvidas do que certezas.

Segundo apurámos, o andamento do processo de construção do estádio estaria formalmente a cargo do FC Famalicão, mas a Câmara Municipal esclarece que “vai desafiar, através da abertura de um concurso público internacional, investidores e promotores privados a olharem para os terrenos onde estão implantados o Estádio Municipal e o campo de treinos e a desenvolverem uma proposta imobiliária”.

Ao executivo municipal da coligação PSD-CDS caberá libertar os terrenos da esfera pública, o que implicará a aprovação da Câmara Municipal e, posteriormente, da Assembleia Municipal.

O NOTÍCIAS DE FAMALICÃO perguntou à Câmara Municipal que tipo de cedência será utilizada e qual a sua duração, mas não obtivemos resposta.

ALTERAÇÕES URBANÍSTICAS

O terreno público onde estão implantados o estádio e o campo de treinos, que a Câmara Municipal cedeu ao FC Famalicão mediante uma renda mensal de valor irrisório, ocupa uma área de cerca de 44 mil metros quadrados e o presidente da Câmara já admitiu que parte desse espaço poderá ser urbanizável.

Falta saber como é que essa urbanização será ocupada. Para o efeito terá que ser elaborado um plano para viabilizar as alterações urbanísticas, que também terá de ser aprovado nas instâncias devidas, a começar pela Câmara Municipal. Trata-se de um processo demorado e com muitas etapas a percorrer.

Mário Passos já havia adiantado publicamente que a ideia é ter um “edifício com o estádio dentro”, tendo sido hoje anunciado que “prevê-se a construção do novo estádio municipal e outras valências destinadas a comércio e serviços, um polivalente municipal e um novo parque de estacionamento subterrâneo”.

O NOTÍCIAS DE FAMALICÃO enviou um conjunto de perguntas à Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão e ao Futebol Clube de Famalicão. No final da tarde recebemos respostas da autarquia a algumas das respostas enviadas, e até ao momento não obtivemos resposta do FC Famalicão.

Mário Passos marcou a reunião com os dirigentes do clube e da SAD do Futebol Clube de Famalicão para as 14h30 desta terça-feira e convidou os órgãos de comunicação social para uma conferência de imprensa 45 minutos depois. Ora, 45 minutos é precisamente a duração de uma das duas partes de um jogo de futebol…

 

* notícia atualizada às 18h02 com informações da Câmara Municipal de Famalicão

Comentários