9 C
Vila Nova de Famalicão
Sábado, 4 Fevereiro 2023

Governo investe 4,4 milhões de euros em unidades de saúde no concelho de Famalicão

Eduardo Oliveira visitou este fim de semana obras em curso e terrenos onde serão construídas novas unidades de saúde familiar no concelho, nomeadamente nas freguesias de Calendário, Requião, Joane. O deputado anunciou o investimento de 1,4 milhões de euros na renovação e beneficiação da Unidade de Saúde Familiar Alto da Vila/Nova Estação e um investimento de 150 mil euros na reabilitação do Centro Diagnóstico Pneumológico.

2 min de leitura
- Publicidade -

Famalicão

Mário Passos e Eduardo Oliveira têm uma história da vida pessoal em comum

Saiba o que liga os dois políticos famalicenses.

Trabalhadores da Transdev em greve na segunda-feira

Usa transporte público rodoviário em Famalicão? Há greve marcada na Transdev

Moradores de Gondifelos protestam e lagoa de “lixo” é chumbada

Moradores entregaram à Câmara Municipal um abaixo-assinado contra a construção de uma lagoa chorume, líquido que resulta da decomposição do lixo.

Noite de Carnaval terá 12 linhas de autocarros gratuitos para o centro de Famalicão

Três horários disponíveis para ir e regressar.

O Ministério da Saúde tem em curso um plano de investimentos em equipamentos de saúde no concelho de Vila Nova de Famalicão no montante global de 4,4 milhões de euros, a aplicar no terreno até 2025.

“Nunca um Governo de Portugal investiu tanto na saúde dos famalicenses”, destacou o deputado do PS e presidente da Concelhia do PS-Famalicão, Eduardo Oliveira, que este fim de semana visitou obras em curso e terrenos onde serão construídas novas unidades de saúde familiar.

Na sua página no Facebook, Eduardo Oliveira lembrou ainda o recente investimento no serviço de urgências do Hospital de Famalicão. “Foi também um Governo do PS que, em 27 de março de 2009, colocou à disposição dos famalicenses o novo serviço de urgências do Hospital de Famalicão, que então custou 4,1 milhões de euros”, destacou o deputado socialista, que é vereador sem pelouros atribuídos na Câmara Municipal.

No périplo pelo terreno, Eduardo Oliveira esteve acompanhado por Ivo Sá Machado, diretor executivo do Agrupamento de Centros de Saúde do Ave (ACES Ave), por vereadores do PS na Câmara Municipal de Famalicão, deputados municipais, autarcas das freguesias beneficiadas pelos investimentos e dirigentes da concelhia socialista.

O deputado enfatizou que o Governo de António Costa “está a realizar grandes investimentos em Famalicão na área da saúde, que representam uma resposta eficaz às necessidades da população”. “Daí a realização desta iniciativa de informar os autarcas do PS e a comunidade”, acrescentou Eduardo Oliveira.

Em Calendário, a comitiva socialista viu os terrenos onde será construída a Unidade de Saúde Familiar de São Miguel-o-Anjo, que vai custar 1,1 milhões de euros (mais IVA), que tem dotações orçamentais para 2023, 2024 e 2025.

Em Requião, está em fase de acabamentos a obra de remodelação e ampliação da Unidade de Saúde Familiar Antonina, cuja construção foi objeto de um contrato-programa entre o Governo e a Câmara Municipal. O investimento do Ministério da Saúde é de 591 mil euros, sendo 502 mil euros oriundos da União Europeia e a verba restante de comparticipação nacional.

Em Joane, Eduardo Oliveira mostrou aos autarcas socialistas o terreno onde será erguida a nova Unidade de Saúde Familiar para servir a população da vila, num investimento de 1,1 milhões de euros (mais IVA), já com dotações financeiras definidas até 2025. Segundo apurou o NOTÍCIAS DE FAMALICÃO, a Unidade de Saúde Familiar de Joane ficará situada num terreno central junto ao Parque da Ribeira.

Entretanto, Eduardo Oliveira anunciou o investimento de 1,4 milhões de euros na renovação e beneficiação da Unidade de Saúde Familiar Alto da Vila/Nova Estação, no Edifício Urbana, onde se inclui o Centro de Saúde de Vila Nova de Famalicão, e um investimento de 150 mil euros (mais IVA) na reabilitação do Centro Diagnóstico Pneumológico, em frente à Universidade Lusíada.

“Lembro que foi também um Governo do PS que, em 27 de março de 2009, colocou à disposição dos famalicenses o novo serviço de urgências do Hospital de Famalicão, que então custou 4,1 milhões de euros”, referiu Eduardo Oliveira a propósito dos investimentos do Governo socialista em Famalicão.

Comentários