9 C
Vila Nova de Famalicão
Sábado, 4 Fevereiro 2023

Museu Bernardino Machado promove ciclo de conferências sob o tema ‘A Questão Social da I República’

Conferências decorrem de janeiro a outubro de 2023. A entrada é livre.

3 min de leitura
- Publicidade -

Famalicão

Mário Passos e Eduardo Oliveira têm uma história da vida pessoal em comum

Saiba o que liga os dois políticos famalicenses.

Trabalhadores da Transdev em greve na segunda-feira

Usa transporte público rodoviário em Famalicão? Há greve marcada na Transdev

Moradores de Gondifelos protestam e lagoa de “lixo” é chumbada

Moradores entregaram à Câmara Municipal um abaixo-assinado contra a construção de uma lagoa chorume, líquido que resulta da decomposição do lixo.

Noite de Carnaval terá 12 linhas de autocarros gratuitos para o centro de Famalicão

Três horários disponíveis para ir e regressar.

‘A Questão Social da I República (1910-1926)’ é o tema da edição deste ano do Ciclo de Conferências do Museu Bernardino Machado que decorre de janeiro a outubro de 2023. São nove, os encontros mensais com entrada livre que acontecem sempre à sexta-feira, pelas 19h00, no Arquivo Municipal Alberto Sampaio e no Museu Bernardino Machado, em Vila Nova de Famalicão.

De acordo com o coordenador científico do Museu Bernardino Machado, Norberto Cunha, a temática deste ano do ciclo de conferências é inspirada na “atual aceleração das desigualdades sociais, do encarecimento das subsistências e da carência das mais elementares para um número cada vez maior de cidadãos”, potenciada pela “acuidade inesperada decorrente da Guerra entre a Ucrânia e a Rússia e as suas calamitosas e dolorosas consequências internacionais, especialmente nos planos migratório e na escassez alimentar mundial”.

O Professor Catedrático da Universidade do Minho, atualmente aposentado, recorda que esta questão “não é de hoje, mas, historicamente, recorrente (agudizada pelos conflitos armados de grande dimensão e pelas guerras civis) sendo as soluções alcançadas, em geral, débeis e de compromisso”. “São essas soluções débeis e de compromisso que, no passado, têm sido alcançadas para resolver ou estancar a questão social que serão o alvo privilegiado do nosso Ciclo de Conferências de 2023”, acrescenta.

A iniciativa, que conta com a participação de investigadores e académicos especialistas na temática, arranca a 27 de janeiro, precisamente com uma sessão protagonizada por Norberto Cunha, que vai abordar ‘A questão social na I República: uma síntese’, no Arquivo Municipal Alberto Sampaio.

Já nas restantes sessões serão abordados assuntos como: ‘A questão social nos programas dos partidos republicanos’; ‘A questão social na imprensa satírica entre a Monarquia e a República’; ‘A questão social no anarquismo português’; ‘A questão social no Partido Socialista (1910-1926)’; ‘As aspirações sociais do sindicalismo revolucionário (1906-1933)’ (23 de junho); ‘A questão social no Governo da Esquerda Democrática’; ‘As greves na I Republica (1910-1926)’; e, por último, ‘A legislação laboral e social na I República’.

Os primeiros quatro encontros vão decorrer no Arquivo Municipal, sendo que, a partir de maio, as sessões passam para o Museu Bernardino Machado, que, até abril, acolhe a exposição temporária ‘Abraço vivamente a sua ideia. Bernardino Machado e José Leite de Vasconcelos e os Museus de Portugal’ que ocupa a totalidade do piso térreo.

O programa completo está disponível no site do Museu Bernardino Machado.

Comentários

Artigo anterior