16.3 C
Vila Nova de Famalicão
Terça-feira, 28 Maio 2024
Rui Gomes
Natural do Porto, Rui Gomes vive em Famalicão "desde sempre". É diretor de operações e logística, formado em Gestão de Sistemas de Informação e Multimédia, pelo ISLA, em Gaia. É secretário do Grupo de Coordenação Local da Iniciativa Liberal em Famalicão. Gosta de ler e ouvir música para ocupar os tempos livres, além de escrever… de vez em quando.

O que esperar desta legislatura?

A birra do Chega, a ingenuidade do PSD e o desempenho da IL.

2 min de leitura
- Publicidade -
Rui Gomes
Natural do Porto, Rui Gomes vive em Famalicão "desde sempre". É diretor de operações e logística, formado em Gestão de Sistemas de Informação e Multimédia, pelo ISLA, em Gaia. É secretário do Grupo de Coordenação Local da Iniciativa Liberal em Famalicão. Gosta de ler e ouvir música para ocupar os tempos livres, além de escrever… de vez em quando.

Famalicão

Festa da família na escola Terras do Ave

Piquenique organizado pela associação de pais e a direção do agrupamento.

Teatro para crianças e jovens entre 27 de maio e 2 de junho em Famalicão

Espetáculos no Parque da Devesa e na Casa da Pedreira, em Gondifelos.

Este fim de semana há Rali de Famalicão

83 pilotos participam na competição

Piscinas exteriores abrem a 1 de junho em Famalicão

As piscinas municipais vão funcionar até dia 15 de setembro.

No momento em que escrevo estas linhas, ainda não é público qual o elenco governativo escolhido por Luís Montenegro. Foi até agora, o primeiro-ministro indigitado mais eficaz em esconder a lista dos escolhidos. Deixo aqui a sugestão que o mesmo ministre umas palestras no Ministério Público sobre essa arte.

Sobre a legislatura iniciada a 26 de março, dois ou três pensamentos me assolam o espírito, a saber.

O primeiro é sobre o primeiro ato institucional, depois de constituída uma mesa provisória para condução dos trabalhos, ou seja, a eleição do Presidente da Assembleia da República, de agora em dante designado PAR.

Segundo consta, o PSD (partido com o maior número de votos, embora que com o mesmo número de mandatos) indicou aos três restantes partidos mais votados (PS, Chega e IL), o nome que iria propor para PAR e que aceitaria os nomes propostos por esses mesmo três partidos.

Ora, o Chega, como lhe convinha ter protagonismo e aparecer a berrar nas TV, fez saber através do seu líder André Ventura, que eles e o PSD haviam chegado a um acordo. Enfim, o resto já todos sabemos, uma birra e um ajuste de contas depois, deu na não eleição de José Pedro Aguiar-Branco, o nome proposto pelo PSD.

A bem da democracia a solução foi encontrada mais tarde, entre PSD e PS, na minha opinião, até uma óptima solução, visto que os dois partidos têm o mesmo número de mandatos na AR.

O segundo é sobre a ingenuidade do PSD em pensar que o Chega se iria comportar como um partido responsável e institucional. Aprendeu da pior maneira mas tem mesmo de mudar a sua forma de actuar com um partido irresponsável e instável. Proponho que a partir de agora, todos os acordos, escritos ou não, sejam feitos sempre em público, com pessoas fora dos partidos a assistir, não vá o diabo tecê-las.

O terceiro é sobre o resultado do meu partido, a IL. Claramente, não atingimos os objetivos a que nos propusemos. Penso que se deveriam ter retirado conclusões mais sérias do desempenho do partido mas também entendo, que sendo estas umas eleições a meio da anterior legislatura e em que Rui Rocha, tinha pouco tempo de presidência, possam estas razões serem assumidas como atenuantes.

Desejo sinceramente que este Governo que vai entrar em funções e a nova AR consigam trabalhar em prol do país e que a IL consiga de facto, influenciar a governação pois só assim, Portugal pode mudar e para melhor!

 

___________________________________________________________

Os artigos de opinião publicados no NOTÍCIAS DE FAMALICÃO são de exclusiva responsabilidade dos seus autores e não refletem necessariamente a opinião do jornal.

Comentários

Rui Gomes
Natural do Porto, Rui Gomes vive em Famalicão "desde sempre". É diretor de operações e logística, formado em Gestão de Sistemas de Informação e Multimédia, pelo ISLA, em Gaia. É secretário do Grupo de Coordenação Local da Iniciativa Liberal em Famalicão. Gosta de ler e ouvir música para ocupar os tempos livres, além de escrever… de vez em quando.