15 C
Vila Nova de Famalicão
Terça-feira, 28 Maio 2024

Presidente da Junta de Famalicão e Calendário, Estela Veloso, acusada de peculato

Autarca da coligação PSD-CDS é acusada de ter utilizado um automóvel da Junta de Freguesia para fins particulares durante sete anos.

2 min de leitura
- Publicidade -

Famalicão

Festa da família na escola Terras do Ave

Piquenique organizado pela associação de pais e a direção do agrupamento.

Teatro para crianças e jovens entre 27 de maio e 2 de junho em Famalicão

Espetáculos no Parque da Devesa e na Casa da Pedreira, em Gondifelos.

Este fim de semana há Rali de Famalicão

83 pilotos participam na competição

Piscinas exteriores abrem a 1 de junho em Famalicão

As piscinas municipais vão funcionar até dia 15 de setembro.

A presidente da Junta da União das Freguesias de Famalicão e Calendário foi acusada pelo Ministério Público de peculato de uso, por alegada utilização de uma viatura da autarquia para fins pessoais, ao longo de sete anos consecutivos, anunciou esta segunda-feira a Procuradoria-Geral Regional do Porto.

A acusação do Ministério Público visa Estela Veloso, a autarca da coligação PSD-CDS, que é presidente da Junta desde 2013, tendo sucedido a Armindo Gomes, da mesma coligação.

“O Ministério Público considerou indiciado que a arguida, enquanto presidente de Junta de Freguesia pertencente ao concelho de Vila Nova de Famalicão, de 11-08-2014 a 14-07-2021, utilizou veículo pertencente à autarquia para fins particulares, nas deslocações entre o domicílio e o local de trabalho”, refere a nota da Procuradoria-Geral Distrital do Porto do Ministério Público.

O Ministério Público do Porto deu a notícia no seu site oficial.

Na nota informativa que tornou pública na sua página na Internet, a Procuradoria-Geral Distrital do Porto não revelou o nome da autarca, mas uma fonte judicial contactada pela agência Lusa revelou que se trata de Estela Veloso a autarca do CDS que preside à Junta de Famalicão e Calendário em coligação com o PSD.

A agência de informação contactou Estela Veloso, que está no seu último mandato, mas a autarca afirmou que, “para já”, não vai tecer qualquer comentário.

O despacho de acusação tem data do passado dia 8 de março e foi emitido pelo Ministério Público no Departamento de Investigação e Ação Penal da Procuradoria da República da Comarca de Braga.

 

 

Comentários

- Publicidade -