test
18 C
Vila Nova de Famalicão
Segunda-feira, 17 Junho 2024

PSD-Famalicão comemora 50 anos com tertúlia e homenagem aos militantes mais antigos

A primeira das diversas atividades alusivas aos 50 anos da fundação do partido que serão realizadas no decurso do ano.

3 min de leitura
- Publicidade -

Famalicão

Desporto ao ar livre em Famalicão em parceria com mais de 70 coletividades locais

Iniciativa decorre de 17 de junho a 12 de julho.

Tony 1 – IMI 0

O orçamento das Antoninas foi de quase um milhão de euros. Bem acima da média do que gastam os concelhos vizinhos.

Iniciativa Liberal cresce e passa a terceira força política de Famalicão

Nas eleições europeias, a Iniciativa Liberal cresceu em Famalicão, mas coordenadora local apresentou a demissão.

O PSD de Vila Nova de Famalicão comemorou ontem, dia 6 de maio, os 50 anos da fundação do Partido. O Café-Concerto da Casa das Artes, repleto de militantes, foi local de festejo, de homenagens, de relembrar os últimos 50 anos, mas, sobretudo, de falar de futuro.

Para Sofia Fernandes, a primeira mulher a presidir à concelhia famalicense, este evento marca o arranque de um conjunto de atividades alusivas aos 50 anos do Partido e os seus contributos para Portugal e, muito concretamente, para Vila Nova de Famalicão.

Sofia Fernandes agradeceu a todos os militantes a força e a dinâmica que tem mantido um Partido forte, coeso e unido, aproveitando, este evento, para homenagear os militantes mais antigos, muitos deles fundadores, com quase 50 anos de militância ativa.

“Este é um dos vossos legados, legado de coragem, de determinação e de entrega ao Partido, mas, sobretudo, a Vila Nova de Famalicão. É uma honra continuar o trajeto iniciado por vós, há 50 anos. Um projeto político, social-democrata, que muito tem contribuído para o desenvolvimento do nosso território e que tem merecido a confiança dos famalicenses.”

A cerimónia foi marcada por uma tertúlia, onde foram revisitados a madrugada que todos esperavam e os tempos da fundação do partido.

Armindo Costa, antigo Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão (2002-2013) “e grande obreiro da reconquista do Município em 2001”, falou da génese do partido, a sua fundação e o percurso histórico, a nível nacional, regional e local.

O antigo autarca falou sobre o “legado de desenvolvimento ao longo dos seus mandatos, nas áreas da educação, ação social, habitação, infraestruturas, desporto, cultura e o pulmão da cidade, o Parque da Devesa”. Armindo Costa recordou os tempos difíceis do PREC, com uma mensagem para os mais novos de continuarem a ser ativos, participantes na vida pública, continuando a lutar, todos os dias, na contínua construção da democracia e da liberdade.

Outra das convidadas, Lídia Bacelar, filha do primeiro presidente da Comissão Política de Vila Nova de Famalicão, Carlos Bacelar, deu o seu olhar de uma menina de dez anos (em 1974), que assistiu, muito de perto, dentro de portas, ao nascimento do então PPD. “Foi um período memorável, de dedicação à causa da democracia, à mobilização e intervenção cívica. Um conjunto de sonhadores, abnegados, na construção de um ideal social-democrata, do partido verdadeiramente português”.

Por sua vez, um dos militantes históricos da concelhia famalicense, Albino Rebelo, falou do processo de implementação do PPD nas várias freguesias do concelho e a nível regional. “Foram tempos fantásticos, de luta permanente, nas ações de divulgação e da coragem, do ADN militante, sem medos, mas de algum receio, de transmitir os ideias da social-democracia”.

Recorde-se que esta iniciativa marca o início de um programa de atividades de comemoração dos 50 anos do 25 de abril e da fundação do PPD/PSD, que a concelhia de Vila Nova de Famalicão realizará, onde estão previstas ações de formação, seminários e várias iniciativas culturais, “continuando a celebrar a democracia, a liberdade e os ideários da social-democracia”.

Comentários