7.9 C
Vila Nova de Famalicão
Terça-feira, 27 Fevereiro 2024

“Temos um papel social muito importante, principalmente no apoio às pessoas mais idosas”

Entrevista com Carlos Figueiredo, farmacêutico e fundador da Farmácia Gavião.

6 min de leitura
- Publicidade -

Famalicão

Rotary Club de Famalicão comemora o seu aniversário com a visita do governador

Clube famalicense comemora o 54 anos de existência.

MEDIUM comercializa 38 apartamentos junto ao Parque da Cidade da Póvoa de Varzim

Apartamentos deverão estar concluídos no final de 2025.

Agrupamento Terras do Ave reforça aposta na programação e robótica

Agrupamento tem escolas em 10 freguesias do concelho.

Carlos Figueiredo é farmacêutico e fundou a Farmácia Gavião há quase duas décadas. Sente orgulho na profissão e na colaboração ativa dos farmacêuticos para o bem-estar e a qualidade de vida das pessoas. Além da proximidade com a comunidade no dia a dia, a Farmácia Gavião destaca-se pelo envolvimento com os temas da atualidade: desde à doação de medicamentos aos ucranianos refugiados na Polónia logo no início da guerra, à implementação de medidas para reduzir o consumo energético.

NOTÍCIAS DE FAMALICÃO (NF): Quando foi criada a Farmácia Gavião?

CARLOS FIGUEIREDO (CF): A Farmácia Gavião abriu portas em 2003 na Rua 20 de junho, na freguesia de Gavião, onde esteve cerca de seis anos. Em 2009, a Farmácia mudou para a Avenida Eng. Pinheiro Braga, em Vila Nova de Famalicão, mas a poucos metros do limite com a freguesia de Gavião. Decidimos manter o nome Farmácia Gavião para respeitar o passado da Farmácia e a freguesia onde ela foi instalada inicialmente.

As pessoas gostam de vir à farmácia, falar com o farmacêutico, expor situações do dia a dia e esclarecer dúvidas.

NF: A Farmácia Gavião disponibiliza serviço de entrega ao domicílio desde antes da pandemia de covid-19. Qual é a adesão ao serviço?

CF: Há pessoas que se habituaram a usufruir regularmente de serviços de entrega de comida, livros e outros produtos. Essas pessoas aderiram facilmente ao serviço de entrega de medicamentos e produtos farmacêuticos.

Na altura da pandemia a adesão ao serviço aumentou, mas quando as restrições foram suprimidas a maioria das pessoas voltou a vir pessoalmente à farmácia. Essa é uma tradição muito grande em Portugal.

As pessoas gostam de vir à farmácia, falar com o farmacêutico, expor situações do dia a dia e esclarecer dúvidas. E nós também preferimos receber as pessoas na farmácia. No entanto, há pessoas que continuam a usufruir do serviço de entrega, que continuamos a disponibilizar, diariamente (exceto domingos e feriados), para todos os que desejarem.

A nossa missão ajudar. É isso que fazemos no nosso dia a dia.

NF: Muitas vezes a farmácia é o primeiro lugar onde as pessoas se dirigem para tratar de questões de saúde. Em alguns casos, recorrem primeiro à farmácia, antes de ir ao centro de saúde, clínica ou hospital…

CF: Há estudos sobre os profissionais que os portugueses depositam mais confiança e o farmacêutico aparece sempre em primeiro ou segundo lugar. Isso é uma mais-valia que não devemos desperdiçar. Não somos médicos nem queremos substituí-los, mas sempre que somos procuramos pelas pessoas que necessitam de ajuda, é nossa missão ajudar. É isso que fazemos no nosso dia a dia.

Sempre que é possível, nas situações mais simples e que podem ser resolvidas com recurso a produtos não sujeitos à receita médica, orientamos nesse sentido. E sempre que verificamos que se trata de casos que exigem intervenção médica orientamos de forma clara para que as pessoas se dirijam ao médico, inclusive sendo enfáticos nos casos em que percebemos que a situação deve ser resolvida o mais rapidamente possível.

NF: Qual é a importância da preparação individualizada da medicação, que é um dos serviços disponibilizados pela Farmácia Gavião?

CF: Este é um serviço muito importante e é cada vez mais procurado. A nossa população está a envelhecer e está cada vez mais medicada. Os blisters dos medicamentos têm letras muito pequenas e é muito difícil as pessoas mais idosas lerem.

Além disso, as pessoas precisam perceber claramente as orientações relativas a toma dos medicamentos (quais são, em que horários). As pessoas polimedicadas precisam de estar ainda mais atentas porque tomam muitos medicamentos e várias vezes ao dia.

Nesse sentido, a Preparação Individualizada da Medicação (PIM) é uma ajuda fantástica porque a pessoa sabe que naquele dia tem de tomar aqueles medicamentos nas horas indicadas e não falhar nenhuma toma.

NF: Que outros serviços a Farmácia Gavião disponibiliza aos seus clientes?

CF: Temos serviço de podologia, de nutrição e de massagem terapêutica, prestados por profissionais especializados. Disponibilizamos também administração de injetáveis e medição da glicemia e da tensão arterial; análises ao colesterol, triglicerídeos, etc.

O teste de infeção urinária, por exemplo, é um serviço interessante e de grande utilidade. Muitas vezes recebemos clientes que querem comprar antibióticos para tratar infeção urinária. Além de não vendermos antibióticos sem receita médica, o que se passa é que muitas vezes querem comprar sem ter certeza do diagnóstico. Com recurso ao teste podemos identificar se, de facto, se trata de uma infeção urinária.

Na maioria das vezes, o teste revela que não se trata de infeção, mas sim de inflamações ou outros problemas cujo tratamento não requer o uso de antibióticos.

NF: Há alguma novidade?

CF: Estamos a implementar um novo serviço: a Pharma Shop.

NF: No que consiste?

CF: A Pharma Shop vai disponibilizar aos clientes uma vasta gama de produtos para aquisição através de self-service. Ou seja, o cliente vai ter a possibilidade de adquirir preservativos, papinha de bebés, de forma autónoma e com total privacidade.

NF: A análise da água é um serviço muito solicitado?

CF: Todas as semanas muitas pessoas nos procuram porque querem saber se a água do poço ou do furo está em condições de consumo. E temos forma de facilmente ajudar as pessoas a identificar essa situação.

NF: Como é o funcionamento da Farmácia Gavião no dia a dia?

CF: O nosso movimento tem aumentado de ano para ano, exceto no último ano e início de 2023, por causa das obras, que ainda decorrem na Avenida Engenheiro Pinheiro Braga. Procuramos sempre prestar o serviço que os clientes esperam de nós. Funcionamos com horário alargado, com 70 horas por semana mais os serviços permanentes. Estamos abertos desde às 8:30 até às 20:30 horas.

Mais que lidar com medicamentos, lidamos com pessoas. Temos um papel social muito importante, principalmente no apoio às pessoas mais idosas.

 NF: Quanto aos recursos humanos, como é formada a equipa da Farmácia Gavião?

CF: A equipa técnica é formada por 10 profissionais, sendo 5 farmacêuticos e 5 técnicos de farmácia. É uma equipa consolidada e estável. Sempre tivemos a preocupação de selecionar bons profissionais, pessoas focadas na necessidade do cliente, preocupadas em estar constantemente atualizadas na sua área de formação e com características pessoais que se adaptem à função, com qualidades como a simpatia, a empatia e a cordialidade.

NF: Há entre os clientes muitos que o são desde a fundação da Farmácia Gavião?

CF: Mais que lidar com medicamentos, lidamos com pessoas. Temos um papel social muito importante, principalmente no apoio às pessoas mais idosas, que muitas vezes precisam de conversar e nos procuram cá na farmácia ou por telefone.

Temos a noção que as pessoas que vêm à nossa farmácia dificilmente deixarão de voltar outras vezes porque damos o nosso melhor para conseguir ir ao encontro da necessidade dos clientes. Quando os clientes percecionam isso, dificilmente trocam a nossa farmácia por outra. Temos muitos clientes que o são desde 2003 e isso, para nós, é motivo de grande satisfação.

NF: A Farmácia Gavião é uma das empresas distinguidas como PME Líder em Famalicão no ano passado. O que isso significa para a empresa?

CF: Além de PME Líder, somos também PME Excelência. Temos ambos os títulos há vários anos consecutivos. Para nós é importante este estatuto na medida em que confirma que a empresa tem uma estratégia correta do ponto de vista económico-financeiro. Ou seja, gere recursos humanos, as compras e o relacionamento com os clientes de forma a apresentar resultados consolidados, no fim de cada ano fiscal.

Isso é positivo para os nossos colaboradores, que tem garantia que trabalham para uma organização sólida e bem gerida e também é bom para os fornecedores, que sabem que os compromissos financeiros são honrados, rápida e escrupulosamente. Na sequência desta preocupação e porque sabemos que os nossos fornecedores também têm salários e mercadorias para pagar, aderimos já há algum tempo, ao compromisso “Pagamento na Hora”.

Comentários