9 C
Vila Nova de Famalicão
Sábado, 4 Fevereiro 2023

Três escolas de Famalicão vão receber 3,2 milhões de euros do Plano de Recuperação e Resiliência

Camilo Castelo Branco, Padre Benjamin Salgado e CIOR com 3,2 milhões de euros aprovados em projetos para reforçar a qualificação.

2 min de leitura
- Publicidade -

Famalicão

Mário Passos e Eduardo Oliveira têm uma história da vida pessoal em comum

Saiba o que liga os dois políticos famalicenses.

Trabalhadores da Transdev em greve na segunda-feira

Usa transporte público rodoviário em Famalicão? Há greve marcada na Transdev

Moradores de Gondifelos protestam e lagoa de “lixo” é chumbada

Moradores entregaram à Câmara Municipal um abaixo-assinado contra a construção de uma lagoa chorume, líquido que resulta da decomposição do lixo.

Noite de Carnaval terá 12 linhas de autocarros gratuitos para o centro de Famalicão

Três horários disponíveis para ir e regressar.

Três instituições de ensino no concelho de Vila Nova de Famalicão viram aprovadas  candidaturas, no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), para a criação de Centros Tecnológicos Especializados.

As escolas Padre Benjamim Salgado, Camilo Castelo Branco e a Escola Profissional Cior vão criar estruturas vocacionadas para o ensino profissional que vão amplificar a capacidade instalada, modernizar e acrescentar novos cursos à oferta formativa.

O financiamento dos três projetos aprovados ronda os 3,2 milhões de euros e vai permitir a requalificação de espaços e equipamentos, com o objetivo de promover mais quadros especializados, capazes de corresponder às necessidades do mercado de trabalho e de uma região cada vez mais tecnológica e produtiva.

A criação dos Centros Tecnológicos Especializados decorrerá até 2025 e Famalicão é o concelho da CIM do Ave que mais projetos viu aprovados, com três das oito candidaturas validadas nesta primeira fase, informou a Câmara Municipal em comunicado. “Cremos ser reflexo das boas práticas que temos tido, de articulação entre todos os parceiros da Rede Local de Educação e o universo empresarial, para a concretização de um território ainda mais preparado para os desafios da formação e empregabilidade no futuro”, refere o presidente da autarquia Mário Passos.

Dos três projetos aprovados um é direcionado parra a especialização na indústria e os outros dois para a área da informática. O investimento vai reequipar e robustecer a infraestrutura tecnológica das escolas com oferta de ensino profissional em domínios de especialização, que requerem mão-de-obra muito qualificada e se inserem num processo de mutação tecnológica acelerada pelos desafios da transição climática e da transição digital, e o desenvolvimento de competências para a inovação e renovação industrial.

Em concreto, os cursos a ser ministrados serão da área das ciências informáticas, no Agrupamento de Escolas Camilo Castelo Branco, cursos profissionais da área da Metalurgia e Metalomecânica, na CIOR, e cursos profissionais da área das Ciências Informáticas, no Agrupamento de Escolas Padre Benjamim Salgado.

 

Comentários