9 C
Vila Nova de Famalicão
Sábado, 4 Fevereiro 2023

A Cimenteira do Louro oferece sementes de lavanda no cartão de Natal

Produzidos em papel biodegradável e com sementes de lavanda incorporadas, os cartões de Natal da empresa podem ser lançadas à terra depois de humedecidos.

1 min de leitura
- Publicidade -

Famalicão

Mário Passos e Eduardo Oliveira têm uma história da vida pessoal em comum

Saiba o que liga os dois políticos famalicenses.

Trabalhadores da Transdev em greve na segunda-feira

Usa transporte público rodoviário em Famalicão? Há greve marcada na Transdev

Moradores de Gondifelos protestam e lagoa de “lixo” é chumbada

Moradores entregaram à Câmara Municipal um abaixo-assinado contra a construção de uma lagoa chorume, líquido que resulta da decomposição do lixo.

Noite de Carnaval terá 12 linhas de autocarros gratuitos para o centro de Famalicão

Três horários disponíveis para ir e regressar.

A ACL – A Cimenteira do Louro está a viver o Natal de 2022 sob o signo do ambiente e da sustentabilidade oferecendo sementes de lavanda em cartões de Natal biodegradáveis que envia a clientes, fornecedores e outros “stakeholders” da empresa.

Líder em Portugal na produção de pavimentos e revestimentos à base de betão, e com sede no concelho de Vila Nova de Famalicão, a ACL transformou os cerca de mil cartões de boas festas que distribuiu pelos parceiros numa oportunidade para que todos possam “semear o espírito natalício”.

“A ideia foi criar uma experiência para os nossos colaboradores, parceiros e amigos que chamasse a atenção de todos para os valores da natureza e da sustentabilidade”, explica Dinis Silva, CEO da ACL – A Cimenteira do Louro.

No jantar de Natal da empresa, os cerca de 150 trabalhadores da Cimenteira do Louro também irão receber o cartão de boas festas em papel-semente para poderem participar na experiência.

Os cartões de Natal da Cimenteira do Louro foram produzidos em papel biodegradável, tendo incorporadas sementes de lavanda, que podem ser lançadas à terra depois de o cartão ser humedecido.

“Com esta iniciativa de comunicação esperamos ajudar a construir uma sociedade mais justa e mais consciente de suas responsabilidades sociais e ambientais”, afirma Dinis Silva.

 

Comentários