6.3 C
Vila Nova de Famalicão
Terça-feira, 27 Fevereiro 2024

A Cimenteira do Louro inventa betão de última geração (com vídeo)

Empresa familiar começou pelo fabrico de salgadeiras há 48 anos e é agora referência mundial

2 min de leitura
- Publicidade -

Famalicão

Rotary Club de Famalicão comemora o seu aniversário com a visita do governador

Clube famalicense comemora o 54 anos de existência.

MEDIUM comercializa 38 apartamentos junto ao Parque da Cidade da Póvoa de Varzim

Apartamentos deverão estar concluídos no final de 2025.

Agrupamento Terras do Ave reforça aposta na programação e robótica

Agrupamento tem escolas em 10 freguesias do concelho.

A Cimenteira do Louro vai instalar em Lousado, em Vila Nova de Famalicão, a nova unidade de produção do Slimcrete Wall, revestimento de betão leve, flexível, ultrafino e mais económico, que serve para revestir paredes e melhorar o processo de construção de todo o tipo de edifícios.

Depois de quatro anos de investigação, o produto foi apresentado nas feiras de materiais de construção no último trimestre de 2022 e vai entrar em produção, garantindo uma solução “com múltiplas aplicações, com destaque para os processos de reabilitação a que estamos a assistir nas grandes cidades, que permitem economizar cerca de 60% em matérias-primas, transporte e mão de obra” começou por enumerar Dinis da Silva, CEO da empresa, na apresentação desta nova solução no âmbito do roteiro Famalicão Created IN.

“Este é um mercado em permanente evolução e nós procuramos apresentar qualidade, design, performance e resistência, em diversos materiais e soluções. E é para corresponder a esta exigência que investimos em investigação e desenvolvimento de produtos, como este que estamos a apresentar ao mercado, que além das caraterísticas únicas é ainda um produto amigo do ambiente, fabricado com tecnologias produtivas com reduzidas emissões de CO2”, explicou.

A história empresarial d’A Cimenteira do Louro é também a história de uma empresa familiar, iniciada pelo patriarca Manuel Leitão da Silva, que começou por produzir artefactos em cimento – as salgadeiras, bebedouros para animais, os tradicionais tanques de lavar roupa – e se transformou numa referência na produção de pavimentos e revestimentos, presente em infraestruturas, edifícios, obras públicas ou projetos de arquitetura em mais de 80 países. Em 2022 a empresa teve um volume de negócios a rondar os 23 milhões de euros.

O presidente da Câmara de Famalicão, Mário Passos, parabenizou A Cimenteira do Louro pelos 48 anos, celebrados precisamente esta terça-feira, 24 de janeiro, salientando a capacidade de adaptação da empresa às dinâmicas do mercado. “Famalicão é um território de criação, inovação, investigação e desenvolvimento tecnológico e A Cimenteira do Louro representa muito isto, patente neste novo produto, que é mais um de tantos outros que nos foram aqui apresentados e que fazem da marca referência mundial. A sua internacionalização gera valor acrescentado nas suas dinâmicas, para os seus trabalhadores e para o seu crescimento”.

Com o início da produção do Slimcrete Wall, A Cimenteira do Louro prevê criar 12 novos postos de trabalho, a juntar aos 150 trabalhadores que já emprega nas unidade do Louro e Lousado.

Comentários