29.6 C
Vila Nova de Famalicão
Sexta-feira, 27 Maio 2022

Eduardo Oliveira leva ao Governo expectativas e necessidades das empresas famalicenses

Famalicão esteve no centro das duas primeiras intervenções do deputado socialista no Parlamento.

1,5 min de leitura
- Publicidade -

Famalicão

Famalicense António Cândido de Oliveira recebe Insígnia de Ouro na Galiza

A distinção da universidade galega reconhece o professor pelo seu trabalho no avanço do Direito Público e Administrativo.

Negócio polémico em Mouquim. Câmara paga 240 mil euros por terreno avaliado em 145 mil

Maioria PSD-CDS na Câmara de Famalicão aprovou pagar 240 mil euros por um terreno avaliado duas vezes e que técnicos municipais tinham avaliado por 145 mil. "Uma história mal contada", acusa o PS.

PSD-Famalicão. Sofia Fernandes lidera candidatos a delegados de Montenegro ao congresso nacional

Sofia Fernandes vai disputar os delegados do PSD famalicense com Jorge Moreira da Silva, que é candidato à liderança nacional do partido.

Engenho celebra 28º aniversário

Instituição está a desenvolver o projeto "Laços com Engenho/Compromisso com a Comunidade".

A primeira intervenção do deputado socialista Eduardo Oliveira na Assembleia da República aconteceu na tarde desta terça-feira, 3 de maio, e foi dirigida à ministra da Presidência, Mariana Vieira da Silva.

O deputado escolheu falar sobre a implementação do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), que considera “um instrumento essencial para dinamizar a economia e promover a coesão social do nosso país”.

Eduardo Oliveira fez questão de destacar que “Vila Nova de Famalicão é um município líder do Norte do País nas exportações, sendo um dos municípios portugueses que, por essa via, mais contribuem para a riqueza nacional”.

“Vila Nova de Famalicão tem um tecido empresarial muito diversificado”, referiu Eduardo Oliveira no Parlamento, salientando que “Famalicão é um cruzamento de caminhos e de inúmeras atividades económicas”.

“Com a proximidade que mantenho com o tecido empresarial do concelho de Vila Nova de Famalicão, constato que os nossos empresários depositam uma grande expectativa no Plano de Recuperação e Resiliência”, referiu o deputado, alertando para o facto de “estarmos em fase de definir os objetivos do próximo Quadro Comunitário de Apoio”, sendo, por isso, “fundamental que o investimento público, através dos fundos estruturais, possa dar resposta às necessidades e aos desafios da economia real e, sobretudo, aos desafios das micro, pequenas e médias empresas, que são a verdadeira base da economia portuguesa”.

No dia seguinte, Eduardo Oliveira fez uma intervenção no Parlamento. Desta vez, dirigida à Ministra da Justiça, a quem pediu o regresso das três instâncias judiciais a Famalicão para “corrigir um erro” do Governo de Passos Coelho, em 2013.

 

Comentários