29.6 C
Vila Nova de Famalicão
Sexta-feira, 27 Maio 2022

Governo define valorização da enfermagem como uma das prioridades na saúde em 2022

Deputado Eduardo Oliveira, membro da comissão parlamentar de saúde, defende a restituição aos enfermeiros dos pontos perdidos com a transição para atual carreira.

2 min de leitura
- Publicidade -

Famalicão

Famalicense António Cândido de Oliveira recebe Insígnia de Ouro na Galiza

A distinção da universidade galega reconhece o professor pelo seu trabalho no avanço do Direito Público e Administrativo.

Negócio polémico em Mouquim. Câmara paga 240 mil euros por terreno avaliado em 145 mil

Maioria PSD-CDS na Câmara de Famalicão aprovou pagar 240 mil euros por um terreno avaliado duas vezes e que técnicos municipais tinham avaliado por 145 mil. "Uma história mal contada", acusa o PS.

PSD-Famalicão. Sofia Fernandes lidera candidatos a delegados de Montenegro ao congresso nacional

Sofia Fernandes vai disputar os delegados do PSD famalicense com Jorge Moreira da Silva, que é candidato à liderança nacional do partido.

Engenho celebra 28º aniversário

Instituição está a desenvolver o projeto "Laços com Engenho/Compromisso com a Comunidade".

“É inquestionável o papel determinante que os enfermeiros tiveram no controlo e na resposta à pandemia por covid-19, no processo de vacinação e na reorganização dos serviços saúde, sempre com grandes sacrifícios pessoais e familiares”, destacou Eduardo Oliveira, deputado membro da comissão parlamentar de saúde, durante o debate do Orçamento do Estado na especialidade.

Para o deputado, “é imperativo dar um sinal de confiança e de verdadeiro reconhecimento aos enfermeiros” e “evitar o abandono do SNS por parte dos enfermeiros mais experientes e mais qualificados que todos os dias são facilmente aliciados pelo setor privado ou pela emigração”.

Citando o processo de negociação que o Ministério da Saúde iniciou a semana passada com as estruturas sindicais para a restituição dos pontos aos enfermeiros, Eduardo Oliveira questionou a ministra da Saúde sobre a restituição aos enfermeiros dos pontos perdidos com a transição para atual carreira previstos no programa eleitoral socialista.

A resposta veio pela voz da secretária de Estado, Fátima Fonseca, que destacou que “a valorização das carreiras de enfermagem e resolver a contabilização dos pontos perdidos aquando da entrada em vigor da nova carreira são prioridades a serem resolvidas este ano”, salientando que “estes dois compromissos estão inscritos no relatório que acompanha o Orçamento de Estado e que já estamos a cumprir”.

Na sua intervenção, Fátima Fonseca, Secretária de Estado da Saúde, referiu o “amplo processo de auscultação” que tem sido feito associações representativas dos trabalhadores, ordens públicas profissionais e outras associações representativas do sector.

A Secretária de Estado referiu que já foi realizada “uma segunda ronda de conversa” com associações representativas dos profissionais de enfermagem “para definir um protocolo negocial” e que está agendada para o final deste mês a primeira reunião de negociação efetiva em torno deste tema.

Na ocasião, a Secretária de Estado da Saúde informou que a carreira de técnico auxiliar de saúde também será discutida em 2022.

Comentários