16.3 C
Vila Nova de Famalicão
Terça-feira, 28 Maio 2024
Natália Pinto
Licenciada pela Escola de Medicina Tradicional Chinesa (Lisboa) e mestre em acupuntura e medicina oriental pela Arizona School of Acupuncture and Oriental Medicine (EUA), a famalicense Natália Pinto, que na última década viveu nos Estados Unidos e na China, fez estágio hospitalar na Universidade de Medicina Tradicional Chinesa de Nanjing (China) e contabiliza diversos certificados na área.

Prevenir gripes e constipações com a medicina tradicional chinesa

O que fazer quando os sintomas começam a surgir? Chás e escalda-pés são ótimas opções.

3 min de leitura
- Publicidade -
Natália Pinto
Licenciada pela Escola de Medicina Tradicional Chinesa (Lisboa) e mestre em acupuntura e medicina oriental pela Arizona School of Acupuncture and Oriental Medicine (EUA), a famalicense Natália Pinto, que na última década viveu nos Estados Unidos e na China, fez estágio hospitalar na Universidade de Medicina Tradicional Chinesa de Nanjing (China) e contabiliza diversos certificados na área.

Famalicão

Festa da família na escola Terras do Ave

Piquenique organizado pela associação de pais e a direção do agrupamento.

Teatro para crianças e jovens entre 27 de maio e 2 de junho em Famalicão

Espetáculos no Parque da Devesa e na Casa da Pedreira, em Gondifelos.

Este fim de semana há Rali de Famalicão

83 pilotos participam na competição

Piscinas exteriores abrem a 1 de junho em Famalicão

As piscinas municipais vão funcionar até dia 15 de setembro.

Com a chegada do inverno vem também as gripes e constipações. Como a Medicina Tradicional Chinesa (MTC) o pode ajudar na prevenção ou melhoria dos sintomas?

A Medicina Tradicional Chinesa é preventiva acima de tudo. Portanto, como diz o ditado, “mais vale prevenir do que remediar”. A MTC denomina a nossa energia defensiva (imunidade) de Wei Qi, portanto para nos protegermos das doenças o nosso objetivo é tonificar/nutrir o Wei Qi. De um modo muito simples o Wei Qi é formado pela energia proveniente da alimentação (Gu Qi), juntamente com a energia da respiração (ou Qi do ar = Zong Qi) e ainda a nossa energia original (Yuan Qi).

Eu sei, muitos Qi’s. Mas o importante é a noção de que podemos alterar a qualidade das nossas defesas através da alimentação e respiração. Consequentemente usamos preferencialmente o QiGong, Fitoterapia (plantas) e dietética como métodos principais de tratamento. A combinação de Astragalus (Huang Qi em chinês) e Ginseng (Ren Shen em chinês) é, sem dúvida, o mais usado como base para a criação de todas as fórmulas de MTC usadas para fortalecer a imunidade.

Ambas podem ser facilmente encontradas em ervanárias e lojas de suplementos, geralmente sob forma de comprimidos ou ampolas (não tomar se estiver grávida). O alimento mais clássico para nutrir o Wei Qi é a pera, não é por acaso que estamos na altura delas.

E o que fazer quando os sintomas já começam a surgir? Nestes casos, a estratégia muda. Vou dar dois exemplos de prescrições mais comuns e os seus respetivos sintomas. Nós dividimos as patologias de origem externa em dois grupos principais, as com características frias e as com características quentes.

As mais comuns nesta altura são obviamente as do tipo frio. As plantas mais usadas para expulsar estes fatores patogénicos são o gengibre e a canela. Quando eu estive na China, foi-me prescrito um chá com a seguinte combinação: gengibre, canela (o ramo), cravinho e malagueta. Extremamente eficaz, mas não muito agradável para estômagos mais frágeis.

Um chá bem quente tanto em termos de temperatura física como no efeito das plantas no corpo, com plantas extremamente termogénicas. Ótimos para sintomas de calafrios, febre baixa (38ºC), dores no corpo, etc. Promovem a sudorese (transpiração) e admito que acordei como nova. Para as patologias do tipo calor caracterizadas por febres mais altas (39ºC), dores de garganta, calores, etc. as prescrições já são diferentes nestes casos optamos por plantas mais frescas como a hortelã-pimenta por exemplo.

Como uma última dica, um escalda pés ao final do dia é excelente para manter o corpo aquecido para uma melhor noite de sono, que faz milagres na recuperação de uma doença.

Em todos os casos eu sempre aconselho a consultarem um especialista, algumas destas plantas têm efeitos secundários, contraindicações e podem interagir com medicações. Para além disso o especialista pode fazer um diagnóstico mais preciso e prescrever uma combinação mais indicada para cada caso. Como por exemplo no caso de haver presença de mucos, dor de cabeça ou qualquer outro sintoma que eu não tenha referido. Um bom especialista também saberá dizer quando é necessário consultar um médico e avançar para uma medicação mais forte.

“Os três meses de inverno denotam fechamento e armazenamento. A água congela e a terra se abre. Vá para a cama cedo e se levante tarde. Você deve esperar pelo brilho do sol. Permita que a vontade da mente entre em um estado oculto como se estivesse fechada. Evite o frio e procure calor. Abstenha-se de suar, pois faz com que o Qì seja levado rapidamente. Isto está em ressonância com o Qì do inverno e o Caminho para nutrir o armazenamento”. Huang Di Nei Jing (Livro do Imperador Amarelo), Su Wen – Capítulo 2.

 

________________________________________________________________________

Os artigos de opinião publicados no Notícias de Famalicão são de exclusiva responsabilidade dos seus autores e não refletem necessariamente a opinião do jornal.

Comentários

Natália Pinto
Licenciada pela Escola de Medicina Tradicional Chinesa (Lisboa) e mestre em acupuntura e medicina oriental pela Arizona School of Acupuncture and Oriental Medicine (EUA), a famalicense Natália Pinto, que na última década viveu nos Estados Unidos e na China, fez estágio hospitalar na Universidade de Medicina Tradicional Chinesa de Nanjing (China) e contabiliza diversos certificados na área.