14.4 C
Vila Nova de Famalicão
Domingo, 9 Maio 2021
Partilhar
  • 24
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    24
    Shares

Marchas canceladas. Covid-19 ameaça Antoninas pelo segundo ano consecutivo

Em 2020, as Antoninas teriam feito 125 anos e não se realizaram. A edição deste ano também continua ameaçada pelo coronavírus. As marchas já foram anuladas. Reveja 20 imagens das últimas Marchas Antoninas, realizadas em 2019.

2 min de leitura
- Publicidade -

Famalicão

Tabu desfeito. Paulo Cunha não é candidato e deixa Famalicão em Outubro

A decisão do autarca foi oficializada esta semana numa reunião com os vereadores da coligação PSD-CDS.

Famalicão. Grupo Eco-Trocas dá vida nova a artigos excedentes e em desuso

O grupo tem como missão incentivar o aproveitamento de recursos e contribuir para a diminuição de desperdícios.

Eduardo Oliveira e as Antoninas: “Manda a prudência que se fale claro aos famalicenses”

A Câmara de Famalicão anunciou o regresso das Antoninas. Mas estamos em estado de calamidade que impõe muitas restrições. A polémica está instalada. O líder do PS lança várias questões à Câmara Municipal. Paulo Cunha acusa-o de ser eleitoralista.

Deputada do PCP no Parlamento Europeu visita a Associação de Moradores das Lameiras

Sandra Pereira elogiou o trabalho da instituição que considera "ser uma referência nacional".
Partilhar
  • 24
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    24
    Shares

As Marchas Antoninas, que são o ponto alto de cada edição das Festas Antoninas, foram canceladas pelo segundo ano consecutivo, por causa do coronavírus.

No ano passado, os famalicenses teriam celebrado os 125 anos das Festas Antoninas, mas a pandemia obrigou à anulação do evento. Em 2021, tudo indica que as festividades em honta de Santo António, padroeiro de Vila Nova de Famalicão, também serão canceladas.

Para já, a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, que organiza o evento, após reunir com as instituições e associações do concelho decidiu cancelar as Marchas Antoninas, “por falta de condições para a preparação e ensaios por parte das marchas participantes, na sequência da Covid-19”.