13.1 C
Vila Nova de Famalicão
Quarta-feira, 14 Abril 2021
Partilhar
  • 29
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    29
    Shares

Prémio de Conto Camilo Castelo Branco vale cheque de 7.500 euros

Decorre até 5 de abril o período de candidaturas ao Grande Prémio de Conto Camilo Castelo Branco, promovido numa parceria entre a Câmara Municipal de Famalicão e a Associação Portuguesa de Escritores.

2 min de leitura
- Publicidade -

Famalicão

Iniciativa Liberal prepara candidatura à Câmara de Famalicão

A Iniciativa Liberal de Famalicão vai apresentar candidato nas próximas eleições municipais, propondo-se como “alternativa” à coligação de direita no poder há 20 anos, que considera "uma candidatura dos interesses e clientelismos”.

Passe para idosos reativado

Serviço disponível para pessoas com 65 ou mais anos de idade residentes no concelho.

Tabu da recandidatura de Paulo Cunha agita coligação PSD-CDS em Famalicão

A recandidatura de Paulo Cunha à Câmara de Famalicão é assunto tabu na coligação PSD-CDS. Nos dois partidos de direita cresce a impaciência e já há nomes para a sucessão.

Afonso Silva foi o atleta mais pontuado na competição em Felgueiras

22 nadadores de Famalicão participaram no Meeting de Felgueiras. Equipa famalicense obteve o terceiro lugar da classificação geral de clubes.
Partilhar
  • 29
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    29
    Shares

Está a decorrer até ao dia 5 de abril de 2021, o período de candidaturas ao Grande Prémio de Conto Camilo Castelo Branco, instituído pela Associação Portuguesa de Escritores (APE) e patrocinado pela Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão.

O prémio, no valor pecuniário de 7.500 euros, destina-se a galardoar anualmente uma obra em português, de autor português ou de país africano de expressão portuguesa, que tenha sido publicada em livro em primeira edição no ano de 2020.

De acordo com o regulamento, disponível no site oficial do município, em www.famalicao.pt, “de cada livro concorrente, devem ser enviados cinco exemplares para a sede da APE”, destinados aos membros do júri e à biblioteca. Não serão admitidos a concurso livros póstumos, nem de índole infanto-juvenil.

Instituído em 1991, o galardão distinguiu já escritores como Hélia Correia, Mário de Carvalho, Maria Isabel Barreno, Maria Velho da Costa, Maria Judite de Carvalho, Miguel Miranda, Luísa Costa Gomes, José Jorge Letria e José Eduardo Agualusa. José Viale Moutinho, António Mega Ferreira, Teolinda Gersão, Urbano Tavares Rodrigues, Manuel Jorge Marmelo, Paulo Kellerman, Gonçalo M. Tavares, Ondjaki, Afonso Cruz, A.M. Pires Cabral e Eduardo Palaio, entre outros.

O último vencedor do Prémio de Conto Camilo Castelo Branco foi Francisco Duarte Mangas, com o livro “Pavese no Café Ceuta”, publicado em março de 2019.

Comentários