23.5 C
Vila Nova de Famalicão
Quarta-feira, 5 Outubro 2022

“Centro de Demências de Riba de Ave é de vanguarda europeia”

Eduardo Oliveira, deputado do PS, visitou nova unidade da Misericórdia.

2 min de leitura
- Publicidade -

Famalicão

Feira Grande de S. Miguel animou o centro da cidade

Certame dedicado às tradições famalicenses aconteceu no último fim de semana.

PAN preocupado com a qualidade das refeições escolares em Famalicão

Alergénios na sopa e a presença de dióxido de enxofre e sulfitos em algumas refeições são algumas das preocupações do PAN com as refeições nas escolas famalicenses.

GRACAFE promove 6ª Corrida Pedome / Oliveira Santa Maria

Evento terá lugar dia 22 de outubro. Além das corridas, será realizada uma caminhada solidária.

CIOR inicia ano letivo com várias dinâmicas no âmbito do programa europeu Erasmus+

Os estágios serão realizados em empresas e instituições parceiras da escola.

O deputado do PS à Assembleia da República Eduardo Oliveira visitou as instalações do Centro de Investigação, Diagnóstico, Formação e Acompanhamento das Demências (CIDIFAD), a nova unidade funcional da Santa Casa da Misericórdia de Riba de Ave, no concelho de Vila Nova de Famalicão, que implicou um investimento da instituição na ordem dos 20 milhões de euros.

Eduardo Oliveira foi recebido por Salazar Coimbra, administrador-delegado da Misericórdia de Riba de Ave, que fez uma visita guiada pela nova estrutura de saúde mental.

“O Centro de Demências da Misericórdia de Riba de Ave é um equipamento de vanguarda europeia. É um grande investimento na saúde mental por parte da Misericórdia de Riba de Ave, com condições de última geração, sendo um tipo de estrutura que pode funcionar em convénio com o Serviço Nacional de Saúde, à semelhança do que já acontece com Hospital de Riba de Ave”, afirmou Eduardo Oliveira, após visitar a instituição, na segunda-feira, 27 de junho.

Refira-se que, segundo informações prestadas por Salazar Coimbra, em 2021, o CIDIFAD já recebeu 38 utentes de hospitais públicos de vários pontos do país, metade dos quais dementes sujeitos a cuidados paliativos.

O deputado socialista ouviu de Salazar Coimbra “as necessidades da instituição”, designadamente ao nível da “regulamentação das demências” para que o apoio ao Serviço Nacional de Saúde possa ser mais efetivo.

O Centro de Investigação, Diagnóstico, Formação e Acompanhamento das Demências junta-se ao Hospital Narciso Ferreira e outras valências de apoio social também administradas pela Santa Casa da Misericórdia de Riba de Ave.

Comentários

- Publicidade -
- Publicidade -