19 C
Vila Nova de Famalicão
Segunda-feira, 21 Junho 2021
Partilhar
  • 219
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    219
    Shares

Tabu desfeito. Paulo Cunha não é candidato e deixa Famalicão em Outubro

A decisão do autarca foi oficializada esta semana numa reunião com os vereadores da coligação PSD-CDS.

2 min de leitura
- Publicidade -

Famalicão

Candidato Mário Passos manipula os milhões de Bruxelas e ilude os famalicenses

A Câmara de Famalicão captou apenas 7,9% dos 354 milhões que Bruxelas aprovou para o território do concelho nos últimos 8 anos. Mas o candidato Mário Passos (PSD-CDS) manipula os números e ilude os famalicenses dizendo que todos os milhões são devidos à ação da autarquia. O NOTÍCIAS DE FAMALICÃO apurou a verdade e revela a lista oficial dos projetos municipais aprovados em Bruxelas.

Mais enfermeiros no centro de vacinação de Famalicão

24 enfermeiros reforçam equipa no centro de vacinação até ao final de julho.

Paulo Costa é o candidato do Bloco de Esquerda à Câmara Municipal

Deputado municipal concorre à presidência da Câmara. Catarina Ferraz encabeça a lista à Assembleia Municipal.

Agostinho Fernandes quer Eduardo Oliveira a “virar a página de Famalicão”

“Servir as pessoas é a verdadeira essência da política. Estou aqui para servir os famalicenses”, enfatizou Eduardo Oliveira na apresentação do mandatário e de todos os candidatos a vereadores.
Partilhar
  • 219
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    219
    Shares

Paulo Cunha não se recandidata a um terceiro mandato na presidência da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, apurou o NOTÍCIAS DE FAMALICÃO junto de fontes da coligação PSD-CDS.

O edil deixa a autarquia no próximo mês de outubro, mês em que terminará o seu segundo mandato e passará o testemunho ao presidente que for eleito nas próximas eleições.

A decisão do autarca, que é surpreendente para muitos, já estava tomada há muito tempo, mas só esta semana foi oficializada.

Paulo Cunha chamou os vereadores da coligação PSD-CDS ao seu gabinete e desfez o tabu.

O jornal NOTÍCIAS DE FAMALICÃO foi o primeiro órgão de informação a noticiar o tabu do ainda presidente do município famalicense. Agora, somos os primeiros a tornar pública a decisão de o autarca não se recandidatar.

Já há largos meses que a retirada de cena de Paulo Cunha era comentada nos bastidores. Tanto em Vila Nova de Famalicão, como nos meandros políticos distritais e nacionais.

Em causa estaria uma alegada ambição do autarca em fazer carreira política em Lisboa, mas esse propósito são seria impeditivo de uma recandidatura autárquica em Famalicão.

Nos próximos tempos, para além da sua atividade partidária no PSD, como conselheiro nacional e como líder da concelhia e da distrital de Braga, Paulo Cunha, que é formado em direito, deverá retomar a sua atividade como advogado e dedicar-se à vida de professor universitário.

Recorde-se que Paulo Cunha – que atualmente é o autarca do PSD mais votado no país, com 51.435 votos – dava aulas na Universidade Lusíada antes de ser eleito presidente da Câmara de Famalicão, em 2013, como sucessor do empresário Armindo Costa.

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Mário Passos anuncia “processo de reflexão” sobre candidatura à presidência da Câmara

Nuno Melo pode ficar 24 anos como presidente da Assembleia Municipal de Famalicão

Acordo PSD-CDS assinado em Famalicão, mas sem candidatos pela primeira vez em 20 anos

Tabu da recandidatura de Paulo Cunha agita coligação PSD-CDS em Famalicão

Comentários