test
18 C
Vila Nova de Famalicão
Segunda-feira, 17 Junho 2024

“Acelerar o Norte” tem mais de um milhão de euros em incentivos para empresas na região do Ave

Projeto será apresentado dia 9 de maio, no auditório da Universidade Lusíada.

2 min de leitura
- Publicidade -

Famalicão

Desporto ao ar livre em Famalicão em parceria com mais de 70 coletividades locais

Iniciativa decorre de 17 de junho a 12 de julho.

Tony 1 – IMI 0

O orçamento das Antoninas foi de quase um milhão de euros. Bem acima da média do que gastam os concelhos vizinhos.

Iniciativa Liberal cresce e passa a terceira força política de Famalicão

Nas eleições europeias, a Iniciativa Liberal cresceu em Famalicão, mas coordenadora local apresentou a demissão.

A Associação Comercial e Industrial de Vila Nova de Famalicão (ACIF) está a contribuir para “Acelerar o Norte”, no âmbito do projeto fruto de um consórcio entre a CCP, AEP, AHRESP e ACEPI.

Para dar a conhecer o projeto na região, a Aceleradora AVE 2 irá realizar, no dia 09 de maio, o 1º Roadshow. O evento vai acontecer no auditório da Universidade Lusíada de Vila Nova de Famalicão, pelas 15h30.

Em toda a zona norte do país existem 16 aceleradoras. Em Vila Nova de Famalicão situa-se a Aceleradora AVE 2 que abrange o território dos concelhos de Vila Nova de Famalicão, Santo Tirso e Vizela.

O projeto conta com uma dotação total de 55 milhões de euros para todo o território nacional, e com mais de 1 milhão de euros para a região do Ave.

O objetivo principal é capacitar as micro, pequenas e médias empresas do comércio, serviços, restauração e similares, no seu desenvolvimento e maturidade digital com o alcance na ordem das 1000 empresas na região do Ave.

A aceleradora do comércio digital irá, assim, executar um diagnóstico da maturidade digital de cada empresa, elaborar um plano estratégico individual e apoiar a aquisição de serviços e incentivos específicos no âmbito do catálogo de serviços de transição digital sendo disponibilizado um incentivo, sem qualquer contrapartida do empresário, até ao limite máximo de dois mil euros por cada empresa.

Para o efeito, será realizado um conjunto de encontros, pretende dar a conhecer aos empresários do comércio, dos serviços pessoais e da restauração e similares o projeto o “Acelerar o Norte” e os apoios à transição digital no âmbito desta iniciativa.

“Acelerar o Norte” é um projeto financiado pela União Europeia através do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) e do ANextGeneration EU, no âmbito da medida Aceleradoras de Comércio Digital.

Comentários