9 C
Vila Nova de Famalicão
Sábado, 4 Fevereiro 2023

Câmara de Famalicão pagou mais de 15 mil euros pelo prémio “Melhores Municípios para Viver”

Dos 308 municípios portugueses, apenas 20 foram analisados. Todas as autarquias que pagaram foram galardoadas.

2 min de leitura
- Publicidade -

Famalicão

Mário Passos e Eduardo Oliveira têm uma história da vida pessoal em comum

Saiba o que liga os dois políticos famalicenses.

Trabalhadores da Transdev em greve na segunda-feira

Usa transporte público rodoviário em Famalicão? Há greve marcada na Transdev

Moradores de Gondifelos protestam e lagoa de “lixo” é chumbada

Moradores entregaram à Câmara Municipal um abaixo-assinado contra a construção de uma lagoa chorume, líquido que resulta da decomposição do lixo.

Noite de Carnaval terá 12 linhas de autocarros gratuitos para o centro de Famalicão

Três horários disponíveis para ir e regressar.

A Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão pagou mais de 15 mil euros para integrar o ranking dos “Melhores Municípios para Viver 2022”. A informação foi divulgada ontem pelo Programa A Prova dos Factos, da RTP, no seguimento da investigação jornalística do Jornal Página Um.

O ranking dos “Melhores Municípios para Viver 2022” é polémico e levanta dúvidas sobre a sua transparência. Dos 308 municípios portugueses foram analisados apenas 20 municípios. Desse total, mais da metade pagou para participar e os demais manifestaram a intenção de pagar. Todos os que pagaram foram premiados.

O valor da inscrição para participar na iniciativa foi de 12.500 euros, valor que acrescido de IVA ascende ao total de 15.375 euros.

Até ao momento, estão disponíveis no Portal Base 12 contratos celebrados entre autarquias e o INTEC. Vila Nova de Famalicão é um desses municípios. Nesta lista de 12 municípios, todos receberam galardões.

Contrato celebrado entre o Município de Famalicão e o INTEC.

Como se vê na imagem acima, Famalicão é uma das autarquias que pagaram para participar. À semelhança dos demais municípios que pagaram a inscrição, Famalicão não ficou com as mãos vazias.

No caso de Vila Nova de Famalicão os galardões foram nas categorias de “Economia e Emprego” e em “Cultura, Lazer e Identidade”, nas quais o Município obteve o terceiro lugar.

MÁRIO PASSOS COMEMORA PREMIAÇÃO

No início de novembro do ano passado, Mário Passos comemorava a premiação nas redes sociais. No entanto, o autarca não informou aos famalicenses que tal implicou o pagamento de uma inscrição no valor de mais de 15 mil euros.

Mário Passos também omitiu que foram analisados apenas 20 entre as mais de três centenas de municípios portugueses e que todas as autarquias que pagaram foram galardoadas.

A fotografia partilhada por Mário Passos foi feita na Gala de Prémios Melhores Municípios para Viver 2022, organizada sob o tema “Boa Governação Local, Melhor Qualidade de Vida” e que decorreu em Coimbra no dia 3 de novembro.

PARTICIPARAM APENAS 20 DOS 308 MUNICÍPIOS PORTUGUESES

O estudo “A Qualidade de Vida nos Melhores Municípios para Viver” é desenvolvido pelo Instituto de Tecnologia Comportamental (INTEC) desde 2008. No site da instituição não está disponível o relatório do estudo nem qualquer outra informação para além de uma notícia com os resultados da iniciativa.

“Como podemos aferir os melhores municípios do país se só participam 20 dos 308 municípios portugueses?”, perguntou a RTP a Miguel Pereira Lopes, presidente do INTEC. “São os melhores daqueles que participam na edição daquele ano. No próximo ano outros participarão”, respondeu Miguel Pereira Lopes.

Pode ver na íntegra a reportagem do programa A Prova dos Factos, da RTP, clicando aqui “Melhores municípios para viver”. Candidatura ao prémio custou 15.375 euros (com vídeo).

A investigação jornalística do Jornal Página Um está disponível aqui Melhor município para viver? Pague primeiro, ganhe (de certeza) depois.

Comentários