18.8 C
Vila Nova de Famalicão
Terça-feira, 9 Agosto 2022

Eduardo Oliveira questiona 6 ministros no Parlamento

Deputado famalicense ativo no Orçamento de Estado.

2 min de leitura
- Publicidade -

Famalicão

Município de Famalicão não respondeu ao Tribunal de Contas

O Tribunal de Contas citou o Município de Famalicão e Paulo Cunha. Apenas o ex-autarca respondeu.

Deputada do PSD com avença na Câmara de Famalicão demite-se e passa ao quadro da autarquia

Ex-deputada municipal, que foi também candidata a vereadora nas últimas eleições, responde por vários crimes e aguarda julgamento.

Câmara de Famalicão cria equipa para acompanhar alterações climáticas

Equipa tem como função o acompanhamento da política climática.

FAMAFOLK foi “um sucesso”

Quase 5000 pessoas passaram pelo festival.

Nas primeiras semanas de trabalho na Assembleia da República, integrando o grupo parlamentar do PS, o deputado Eduardo Oliveira afirma ter dado “o máximo pelo concelho de Vila Nova de Famalicão, pelo distrito de Braga e pelo país” com um total de 6 interpelações a outros tantos ministros do Governo de António Costa.

A ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva, o ministro das Infraestruturas e Habitação, Pedro Nuno Santos, a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, o ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro, a ministra da Saúde, Marta Temido, e a ministra da Justiça, Catarina Sarmento e Castro, foram os seis os ministros do Governo de António Costa questionados pelo deputado famalicense, um estreante na bancada do Partido Socialista.

Eduardo Oliveira levou ao Parlamento vários temas que preocupam os famalicenses e a região, designadamente ao nível das acessibilidades (variante poente à estrada nacional nº 14), da economia (apoios a pequenas, médias e microempresas no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência), da justiça (novas valências no Tribunal de Famalicão), da segurança (obras no quartel da PSP de Famalicão), da solidariedade social (apoios para os cuidadores informais), entre outros.

“É uma honra estar do lado certo da história”, afirmou o deputado Eduardo Oliveira ao comentar a aprovação, com os votos dos deputados socialistas, do Orçamento de Estado que irá vigorar de 1 de junho a 31 de dezembro.

“Depois de uma crise política sem motivo provocada pela oposição, os portugueses foram chamados a eleições e voltaram a confiar no PS. Uma confiança reforçada com uma maioria absoluta, que para nós significa uma maioria para governar em diálogo permanente com os partidos democráticos e os portugueses”, destacou o deputado eleito pelo círculo eleitoral de Braga.

Eduardo Oliveira salienta que o Orçamento de Estado agora aprovado é dirigido à classe média, centrado nos jovens, amigo do investimento e ajustado à nova conjuntura internacional. “Temos a confiança do povo. E é assim que vamos continuar a avançar”, destaca o deputado.

GABINETE EM FAMALICÃO EM BALANÇO

Entretanto, Eduardo Oliveira completa esta semana um mês da entrada em funcionamento do gabinete do deputado Eduardo Oliveira para atendimento a pessoas e instituições, na sede do Partido Socialista de Vila Nova de Famalicão.

“O balanço é extremamente positivo. Recebi 20 cidadãos neste primeiro mês de atividade do gabinete, o que demonstra que as pessoas querem ser ouvidas e aconselhadas e valorizam este trabalho político de proximidade”, afirma Eduardo Oliveira.

Assuntos relacionados com as migrações, juntas de freguesia, unidades de saúde ou a defesa do património (no caso, a ponte de Lagoncinha, em Lousado), estiveram na agenda das audiências do deputado com cidadãos e instituições.

As audiências do deputado famalicense, que começaram no dia 2 de maio, decorrem à segunda-feira, entre as 9h00 e as 12h00, na sede do Partido Socialista de Vila Nova de Famalicão, na Rua de S. João de Deus, mediante marcação prévia, através do email eduardo.oliveira@ps.parlamento.pt.

 

Comentários

- Publicidade -