5.8 C
Vila Nova de Famalicão
Domingo, 28 Novembro 2021
Partilhar
  • 20
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    20
    Shares
José Carlos Fernandes Pereira
É formado em Direito, administrador hospitalar e fundador da Associação de Antigos Alunos do Externato Delfim Ferreira, de Riba de Ave. Escreve a coluna “Causas e Efeitos” no dia 6 de cada mês.

Recuperar a saúde, já!

Com o Alto Patrocínio da Presidência da República, a Convenção Nacional da Saúde levou a efeito a conferência “Recuperar a Saúde, Já!” e exortou o governo a definir com caráter de urgência um plano de ação que garanta a recuperação assistencial na saúde de todos os portugueses.

2 min de leitura
- Publicidade -
José Carlos Fernandes Pereira
É formado em Direito, administrador hospitalar e fundador da Associação de Antigos Alunos do Externato Delfim Ferreira, de Riba de Ave. Escreve a coluna “Causas e Efeitos” no dia 6 de cada mês.

Famalicão

Concertos de Natal de Famalicão decorrem no Mercado Municipal

Quase duas dezenas de convidados vão atuar entre os dias 1 de dezembro e 9 de janeiro.

PSD-Famalicão renova confiança no deputado Jorge Paulo Oliveira

Jorge Paulo Oliveira é deputado à Assembleia da República há 10 anos.

Sem campo para jogar no concelho, FC Famalicão instala-se em clube de Esposende

O assunto foi levantado esta quinta-feira na reunião do executivo da Câmara Municipal de Famalicão pelo vereador do PS Eduardo Oliveira. O Presidente da Câmara, Mário Passos, considera que se trata de um problema da SAD do FC Famalicão.

Eleições no PSD: Paulo Cunha recebeu Rangel e Augusto Lima recebeu “vice” de Rio

Eleições para a liderança nacional decorrem no próximo sábado, dia 27. Paulo Cunha, que disse que não apoiava nem Paulo Rangel nem Rui Rio, mas participou no evento de um dos candidatos.
Partilhar
  • 20
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    20
    Shares

A Convenção Nacional da Saúde, criada em abril de 2018 e presidida por Eurico Castro Alves, antigo Secretário de Estado da Saúde, é uma plataforma que tem vindo a promover debates nacionais alargados sobre o presente da saúde em Portugal e apontar caminhos para o futuro. Desde profissionais da saúde, parceiros públicos, privados, setor social, ordens profissionais, associações de doentes, responsáveis políticos, imprensa, centros de investigação e universidades, são mais de 150 instituições envolvidas.

Esta plataforma de diálogo consensualizou e aprovou as prioridades que integram a “Agenda da Saúde para a Década”, em vista à qual incorporou as conclusões e propostas da conferência “Agenda da Saúde para o Cidadão”, na qual se debateram temas como a centralidade do cidadão e do doente no sistema de saúde, o estatuto do cuidador informal, a igualdade de acesso a cuidados de saúde, a prevenção, a literacia em saúde, o impacto da doença na economia, entre outros.

Com o Alto Patrocínio da Presidência da República, no passado dia 26 de outubro a Convenção Nacional da Saúde levou a efeito a conferência “Recuperar a Saúde, Já!”. Esta iniciativa focou-se nas consultas, tratamentos, cirurgias, exames e diagnósticos que ficaram por realizar durante a pandemia e na urgência de um plano de ação que garanta a recuperação assistencial na saúde de todos os portugueses, preocupação acompanhada pelo Secretário de Estado Adjunto e da Saúde, António Lacerda Sales, em representação do Ministério da Saúde.

De modo a que o Serviço Nacional de Saúde seja robustecido e capacitado para responder às necessidades atuais, foram apontadas medidas urgentes em áreas como as condições de trabalho dos profissionais, uma maior aproximação do SNS aos cidadãos (saúde de proximidade), os modelos de financiamento, inovação e acesso, a prevenção em saúde (combate à doença) e o contributo do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR) em domínios como a investigação, a inovação e a digitalização da saúde.

Nas palavras de encerramento pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa realçou o diálogo entre pessoas de vários quadrantes para tentar ultrapassar o último domínio que restou, até há poucos anos, de clivagem política, ideológica e doutrinária profunda na sociedade portuguesa, a saúde.

A Convenção Nacional da Saúde foi distinguida com o Prémio Direitos Humanos 2020, atribuído pela Assembleia da República em reconhecimento do trabalho de todos os profissionais de saúde.

Comentários

José Carlos Fernandes Pereira
É formado em Direito, administrador hospitalar e fundador da Associação de Antigos Alunos do Externato Delfim Ferreira, de Riba de Ave. Escreve a coluna “Causas e Efeitos” no dia 6 de cada mês.
- Publicidade -
- Publicidade -

Atualidade