Free Porn





manotobet

takbet
betcart




betboro

megapari
mahbet
betforward


1xbet
teen sex
porn
djav
best porn 2025
porn 2026
brunette banged
Ankara Escort
1xbet
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
1xbet-1xir.com
betforward
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
betforward.com.co
deneme bonusu veren bahis siteleri
deneme bonusu
casino slot siteleri/a>
Deneme bonusu veren siteler
Deneme bonusu veren siteler
Deneme bonusu veren siteler
Deneme bonusu veren siteler
Cialis
Cialis Fiyat
27.8 C
Vila Nova de Famalicão
Sexta-feira, 12 Julho 2024
Natália Pinto
Licenciada pela Escola de Medicina Tradicional Chinesa (Lisboa) e mestre em acupuntura e medicina oriental pela Arizona School of Acupuncture and Oriental Medicine (EUA), a famalicense Natália Pinto, que na última década viveu nos Estados Unidos e na China, fez estágio hospitalar na Universidade de Medicina Tradicional Chinesa de Nanjing (China) e contabiliza diversos certificados na área.

A medicina chinesa não faz distinção entre medicina e alimentação

O primeiro passo é identificar o desequilíbrio e, posteriormente, prescrever quais alimentos podem ajudar a contrabalançar esse desequilíbrio.

3 min de leitura
- Publicidade -
Natália Pinto
Licenciada pela Escola de Medicina Tradicional Chinesa (Lisboa) e mestre em acupuntura e medicina oriental pela Arizona School of Acupuncture and Oriental Medicine (EUA), a famalicense Natália Pinto, que na última década viveu nos Estados Unidos e na China, fez estágio hospitalar na Universidade de Medicina Tradicional Chinesa de Nanjing (China) e contabiliza diversos certificados na área.

Famalicão

Mário Passos inaugura nova obra de arte na Praça D. Maria II

Espelho gigante assinala a nomeação de Famalicão como Região Empreendedora Europeia em 2024. É a terceira nova obra de arte instalada naquele espaço em cerca de um ano.

Presidente da República distingue Carlos Vieira de Castro como Comendador

Empresário agraciado com a Comenda da Ordem de Mérito Empresarial.

Antiga vereadora do Desporto, Juventude e Turismo morre aos 65 anos

Ana Paula Costa foi a única mulher do PS no executivo da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, em 19 anos da presidência de Agostinho Fernandes.

Famalicão celebrou 39 anos de Cidade

Sessão solene contou com uma lista de cerca de 60 homenageados.

“A Medicina Chinesa não faz nenhuma distinção entre Medicina e Alimentação”
Lin Yutang

Penso que a única área da Medicina Tradicional Chinesa (MTC) que eu ainda não escrevi em mais profundidade é a dietética. Portanto, hoje resolvi seguir esse caminho.

O que a Dietética Chinesa traz de diferente? O que nos separa da Nutrição Ocidental? E como podemos usar produtos do dia a dia para melhorar a nossa saúde segundo a MTC?

Penso que a grande maioria das pessoas do mundo ocidental, pelo menos uma vez, já foi a uma consulta de nutrição. Eu já fui a várias ao longo da minha vida. Para diminuir o acne, para controlar peso ou simplesmente para tentar ser mais saudável e alimentar-me melhor.

Planos alimentares foram passados, macros e micronutrientes calculados quase ao pormenor. Calorias contadas e alimentos prescritos. O que comer e o que não comer, etc. De uma forma muito geral sempre foram assim as minhas consultas. E penso que já não deve ser surpresa para muitos o que eu vou dizer a seguir: A Medicina Chinesa não liga a nenhuma destas coisas. Mas afinal o que nós fazemos em termos de Dietética? Qual é a nossa base e estratégia? E como prescrevemos alimentos para auxiliar na saúde?

De um modo muito simples, nós tentamos contrabalançar os desequilíbrios de cada um dos nossos pacientes. Uma das teorias básicas da Medicina Chinesa é a teoria dos 5 movimentos (Água, Madeira, Fogo, Terra e Metal). Cada movimento está associado a, pelo menos, dois órgãos (Ou um órgão e uma víscera, como costumamos chamar em linguagem MTC). Temos por exemplo o elemento Terra associado ao baço/pâncreas e ao estômago, a Madeira ligada ao fígado e vesícula biliar, etc. Como tal, cada movimento e consequentemente cada órgão tem alimentos que os vão nutrir ou drenar.

O nosso primeiro passo é sempre fazer um diagnóstico, de maneira a identificar o desequilíbrio. E posteriormente prescrever quais alimentos podem ajudar a contrabalançar esse desequilíbrio. Muito semelhante a Fitoterapia (plantas medicinais), mas através da nossa alimentação. Tal como as plantas, os alimentos têm sabores (também associados aos 5 movimentos) e temperaturas. Sempre que eu me refiro a temperatura de um alimento eu estou a falar do efeito que este tem no nosso corpo e não na temperatura física que se encontra.

Um bom exemplo é a canela ou o gengibre que mesmo consumidos à temperatura ambiente têm um efeito termogéneo, isto é, produzem calor interno, também muitas vezes associados ao aumento do metabolismo. Outro bom exemplo é a menta que é muitas vezes consumida em forma de infusão (chá) em países quentes, mas que tem como função arrefecer o nosso corpo e estarmos mais preparados para o calor externo.

Agora vamos ver um exemplo mais prático de como aplicamos a dietética na MTC. Um caso de obesidade ou excesso de peso, por exemplo. Diagnosticado com uma deficiência a nível da energia do baço/pâncreas e estômago. Essa deficiência é a causa do excesso de peso, visto que estes órgãos são responsáveis pela transformação e transporte dos alimentos. Estes estando sem energia, não conseguem realizar as suas funções devidamente causando acúmulo de peso.

Nossa estratégia alimentar será nutrir o Movimento Terra e evitar alimentos que possam piorar o estado do nosso paciente. Um exemplo prático de alimentos a evitar neste caso seria: ananás, pepino, saladas cruas, kiwi, melancia, lacticínios, tomate, etc. Alimentos a consumir: caldo de carne ou frango, salmão, damasco, pêssego, abóbora, cenoura, batata-doce, erva-doce, aveia, milho, nozes, alecrim, etc.

Possivelmente algo bem diferente das recomendações da Nutrição Ocidental. Acredito que muitos dos leitores chegaram a essa conclusão assim que citei os alimentos a evitar.

Isso não significa que estamos constantemente em desacordo com nutricionistas, muitas vezes as recomendações são muito semelhantes. Mas há sempre casos em que não estamos 100% de acordo. Atenção ao fato de uma deficiência da energia do baço/pâncreas não é a única condição que pode causar aumento de peso, portanto procure sempre um profissional que possa fazer um diagnóstico preciso e dar a melhor recomendação.

Comentários

Natália Pinto
Licenciada pela Escola de Medicina Tradicional Chinesa (Lisboa) e mestre em acupuntura e medicina oriental pela Arizona School of Acupuncture and Oriental Medicine (EUA), a famalicense Natália Pinto, que na última década viveu nos Estados Unidos e na China, fez estágio hospitalar na Universidade de Medicina Tradicional Chinesa de Nanjing (China) e contabiliza diversos certificados na área.