9 C
Vila Nova de Famalicão
Sábado, 4 Fevereiro 2023

Guimarães vai apresentar candidatura a Capital Verde Europeia

Município integra, desde 2018, a lista das 123 cidades mundiais referenciadas como líderes na ação climática.

2 min de leitura
- Publicidade -

Famalicão

Mário Passos e Eduardo Oliveira têm uma história da vida pessoal em comum

Saiba o que liga os dois políticos famalicenses.

Trabalhadores da Transdev em greve na segunda-feira

Usa transporte público rodoviário em Famalicão? Há greve marcada na Transdev

Moradores de Gondifelos protestam e lagoa de “lixo” é chumbada

Moradores entregaram à Câmara Municipal um abaixo-assinado contra a construção de uma lagoa chorume, líquido que resulta da decomposição do lixo.

Noite de Carnaval terá 12 linhas de autocarros gratuitos para o centro de Famalicão

Três horários disponíveis para ir e regressar.

A candidatura de Guimarães a Capital Verde Europeia será submetida no próximo ano. A informação é avançada pela autarquia em comunicado a propósito da lista das 123 cidades mundiais referenciadas como líderes na ação climática da qual Guimarães faz parte. Desde 2018, é a quarta vez que Guimarães obteve a classificação de liderança neste relatório.

A autarquia vimanarense refere que os projetos em curso no município são uma “base importante” para a candidatura e que espera “ver reconhecido o trabalho que Guimarães tem realizado”.

O Presidente da Câmara de Guimarães, Domingos Bragança, sublinha que “Guimarães tem sido reconhecida pela sua ambição, liderança e transparência na ação climática. Este reconhecimento, neste momento, é de vital importância pois demonstra que estamos alinhados e comprometidos com o Acordo de Paris, com o Green City Accord, com o Pacto de Autarcas e com a Missão das 100 cidades da UE para a Neutralidade Climática”.

Domingos Bragança sublinha que “este é o resultado de um trabalho contínuo e em desenvolvimento, tendo por base o Ecossistema de Governança Guimarães 2030, que incorpora a ação municipal, a academia, o setor empresarial, as associações, as escolas e os cidadãos, e de um elevado compromisso político, que Guimarães está a efetuar ao longo dos últimos anos”.

O autarca cita como exemplo algumas ações como “a descarbonização do transporte público, as ecovias dos rios Ave, Selho e Vizela, a promoção da eficiência energética nos edifícios públicos e de habitação social, a prevenção de riscos naturais (bacias de retenção), a estratégia para a economia circular (rrrciclo), o plano de ação para a circularidade da água (Capt2), os projetos de promoção da natureza e biodiversidade, o alargamento dos espaços verdes e o reforço da educação ambiental  e mobilização dos cidadãos (Programa Pegadas e Brigadas Verdes)”.

123 CIDADES MUNDIAIS LÍDERES NA AÇÃO CLIMÁTICA  

Guimarães integra, desde 2018, a lista das 123 cidades mundiais referenciadas como líderes na ação climática.

As cidades da Lista A, como Guimarães, estão a manifestar a sua liderança climática por via de ações concertadas e efetivas, tal como foi solicitado aos governos nacionais na COP27. Estão a tomar o dobro de medidas de mitigação e adaptação levadas a cabo pelas cidades que não fazem parte da Lista A.

Guimarães e as 122 outras cidades que integram a lista A deste ano também são distinguidas por mostrar que ações climáticas urgentes e impactantes – desde metas ambiciosas de redução de emissões até a construção de resiliência contra as mudanças climáticas – são alcançáveis globalmente e em cidades com diferentes realidades e prioridades climáticas.

Comentários