23.5 C
Vila Nova de Famalicão
Quarta-feira, 5 Outubro 2022

PSD de Famalicão faz “rentrée” política do partido de olho nas autárquicas de 2025

"Os nossos autarcas estão a fazer um trabalho de enorme qualidade. São do melhor que há a servir a causa pública”, afirma Fernando Costa, presidente do PSD-Famalicão.

2 min de leitura
- Publicidade -

Famalicão

Feira Grande de S. Miguel animou o centro da cidade

Certame dedicado às tradições famalicenses aconteceu no último fim de semana.

PAN preocupado com a qualidade das refeições escolares em Famalicão

Alergénios na sopa e a presença de dióxido de enxofre e sulfitos em algumas refeições são algumas das preocupações do PAN com as refeições nas escolas famalicenses.

GRACAFE promove 6ª Corrida Pedome / Oliveira Santa Maria

Evento terá lugar dia 22 de outubro. Além das corridas, será realizada uma caminhada solidária.

CIOR inicia ano letivo com várias dinâmicas no âmbito do programa europeu Erasmus+

Os estágios serão realizados em empresas e instituições parceiras da escola.

“Hoje iniciámos o caminho que nos vai levar ao sucesso autárquico de 2025”. A convicção é do líder do PSD de Famalicão, Fernando Costa, manifestada este domingo, 18 de setembro, no encontro que assinalou a “rentrée” política do partido.

Em comunicado, a concelhia social-democrata refere que o Parque de Lazer de Avidos “reuniu mais de um milhar de militantes e simpatizantes do PSD nesta iniciativa, destacando-se a presença dos representantes social-democratas de todas as 49 freguesias, incluindo os presidentes de junta e de assembleia de freguesia, num sinal de vitalidade e afirmação da representação política do partido no concelho”.

O Presidente da Câmara Municipal, Mário Passos, os vereadores e deputados municipais, o vice-presidente do PSD nacional, Paulo Cunha, o deputado Jorge Paulo Oliveira e o presidente da JSD de Famalicão, David Carvalho, também marcaram presença, a par dos antigos presidentes do PSD e da JSD locais.

Na sua intervenção, Fernando Costa enalteceu a elevada participação neste evento anual, que se realizará sempre em setembro, e explicou por que está convicto na vitória nas próximas autárquicas. “Desde 2001, este concelho tem-se afirmado como um exemplo nacional em diversas áreas. Os nossos autarcas estão a fazer um trabalho de enorme qualidade. São do melhor que há a servir a causa pública”, afirmou, acrescentando: “E, por isso, os famalicenses continuarão a dar-nos a sua confiança através do voto. Temos sido fiéis ao nosso projeto ‘Mais Ação, Mais Famalicão’ e assim vamos continuar, imbuídos do mesmo espírito e dos mesmos parceiros de coligação”.

Numa alusão à “grave crise económica que afeta as famílias, com os aumentos da eletricidade, gás, combustíveis, bens alimentares e crédito à habitação”, o líder do PSD de Famalicão afirmou que “é urgente pensar nas pessoas em primeiro lugar”. E destacou alguns exemplos: “Os pensionistas com baixos rendimentos não conseguem ter acesso aos lares. A classe média, motor de todas as economias prósperas, quase não existe. Os jovens são o futuro de todas as nações e continuam a ter que emigrar. As creches grátis vêm com seis anos de atraso”.

Além disso, apontou os problemas na Saúde, na Educação e na Justiça para defender que, “enquanto não houver reformas estruturais nestas áreas, Portugal não se modernizará nem terá aumento substancial do PIB”. “O problema é que temos um governo socialista impreparado, populista e despesista e essas reformas de que o país tanto precisa não vão acontecer nos próximos quatro anos”, rematou.

As restantes intervenções alinharam nas críticas ao Governo e fizeram um balanço positivo do primeiro ano deste mandato autárquico, apontando baterias para a reedição da vitória em 2025.

Comentários

- Publicidade -
- Publicidade -