14.4 C
Vila Nova de Famalicão
Domingo, 9 Maio 2021
Partilhar
  • 447
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    447
    Shares

Rui Carvalho, presidente do GRAL. “Sem relvado o Avidos e Lagoa fechava as portas”

Rui Carvalho, presidente do Grupo Recreativo Avidos e Lagoa (GRAL), fala da revolução que está a transformar o clube. Em 1975, o GRAL foi pioneiro na união de duas freguesias famalicenses. O futebol e o râguebi vão partilhar o renovado Campo de Jogos José da Costa Rodrigues.

10 min de leitura
- Publicidade -

Famalicão

Tabu desfeito. Paulo Cunha não é candidato e deixa Famalicão em Outubro

A decisão do autarca foi oficializada esta semana numa reunião com os vereadores da coligação PSD-CDS.

Famalicão. Grupo Eco-Trocas dá vida nova a artigos excedentes e em desuso

O grupo tem como missão incentivar o aproveitamento de recursos e contribuir para a diminuição de desperdícios.

Eduardo Oliveira e as Antoninas: “Manda a prudência que se fale claro aos famalicenses”

A Câmara de Famalicão anunciou o regresso das Antoninas. Mas estamos em estado de calamidade que impõe muitas restrições. A polémica está instalada. O líder do PS lança várias questões à Câmara Municipal. Paulo Cunha acusa-o de ser eleitoralista.

Deputada do PCP no Parlamento Europeu visita a Associação de Moradores das Lameiras

Sandra Pereira elogiou o trabalho da instituição que considera "ser uma referência nacional".
Partilhar
  • 447
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    447
    Shares

Em entrevista ao NOTÍCIAS DE FAMALICÃO, Rui Carvalho, presidente do Grupo Recreativo Avidos e Lagoa, fala da revolução que está a transformar o clube, que em 1975 foi pioneiro na união de duas freguesias famalicenses.

O Avidos e Lagoa prepara-se para ressurgir em força, como um clube com estruturas para o futebol de formação, mas também para acolher o Clube de Rugby de Famalicão, dado que o Campo de Jogos José da Costa Rodrigues, na Lagoa, será o único do concelho de Vila Nova de Famalicão com marcações para a modalidade.

A instalação do Clube de Rugby de Famalicão foi uma exigência da Câmara Municipal, que em troca subsidia com 220 mil euros um vasto plano de obras de modernização, com alargamento e melhoramento das instalações desportivas e construção de um parque de estacionamento.

Acontece, porém, que a verba não chega para tudo. Mas os dirigentes do clube apoiam e tudo se faz. Daí que, se o coronavírus deixar, no mês de junho haverá festa de arromba nas freguesias de Avidos e Lagoa com a inauguração de um complexo desportivo único no desporto regional famalicense.