14.8 C
Vila Nova de Famalicão
Sábado, 31 Julho 2021
Partilhar
  • 429
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    429
    Shares

Rui Carvalho, presidente do GRAL. “Sem relvado o Avidos e Lagoa fechava as portas”

Rui Carvalho, presidente do Grupo Recreativo Avidos e Lagoa (GRAL), fala da revolução que está a transformar o clube. Em 1975, o GRAL foi pioneiro na união de duas freguesias famalicenses. O futebol e o râguebi vão partilhar o renovado Campo de Jogos José da Costa Rodrigues.

10 min de leitura
- Publicidade -

Famalicão

Os famalicenses têm o direito à verdade e não à manipulação

Os famalicenses têm o direito de saber o que está a ser feito na cidade, como está a ser feito e porque está a ser feito. Têm direito à verdade dos factos em vez de manipulação cosmética da realidade.

Famalicense Injex entra na Câmara de Comércio Luso-Alemã

A Injex, empresa especializada na produção de componentes técnicos em plástico pelo processo de injeção para todo o tipo de máquinas, aposta na internacionalização.

Está na hora de quebrar o ciclo

Precisamos de quebrar o ciclo de políticas desadequadas aos desafios que vivemos, precisamos de um novo ciclo de políticas públicas assente numa visão ecocêntrica e sustentável – e esse momento é agora!

Continental promove inclusão social com programa de estágio e emprego

A empresa recebeu quatro pessoas com necessidades especiais para realização de um estágio no âmbito do programa de cooperação com a ACIP e o IEFP. Duas destas pessoas são hoje membros efetivos da empresa.
Partilhar
  • 429
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    429
    Shares

Em entrevista ao NOTÍCIAS DE FAMALICÃO, Rui Carvalho, presidente do Grupo Recreativo Avidos e Lagoa, fala da revolução que está a transformar o clube, que em 1975 foi pioneiro na união de duas freguesias famalicenses.

O Avidos e Lagoa prepara-se para ressurgir em força, como um clube com estruturas para o futebol de formação, mas também para acolher o Clube de Rugby de Famalicão, dado que o Campo de Jogos José da Costa Rodrigues, na Lagoa, será o único do concelho de Vila Nova de Famalicão com marcações para a modalidade.

A instalação do Clube de Rugby de Famalicão foi uma exigência da Câmara Municipal, que em troca subsidia com 220 mil euros um vasto plano de obras de modernização, com alargamento e melhoramento das instalações desportivas e construção de um parque de estacionamento.

Acontece, porém, que a verba não chega para tudo. Mas os dirigentes do clube apoiam e tudo se faz. Daí que, se o coronavírus deixar, no mês de junho haverá festa de arromba nas freguesias de Avidos e Lagoa com a inauguração de um complexo desportivo único no desporto regional famalicense.